Segunda-feira, 20 de Maio de 2019
FORAGIDOS

Esquema policial é intensificado para recapturar presos foragidos do Compaj e Ipat

Equipe de buscas aos detentos que fugiram do Compaj e do Ipat está sendo reforçada com 500 policiais militares de unidades especializadas. Até agora, apenas 56 dos 184 foragidos foram recapturados



pm.jpg
Além da PM, agentes da Polícia Rodoviária Federal estão com o efetivo reforçado nas buscas e fazendo fiscalizações itinerantes (Foto: Márcio Silva )
04/01/2017 às 10:48

Uma esquema de inteligência, barreiras policiais nas ruas e nas rodovias estaduais e federais, além de buscas nas matas, será intensificado a partir de hoje, com o objetivo de recapturar os 128 dos 184 detentos que fugiram no último domingo, do Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat) e Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), durante o massacre e fuga em massa registrado nas duas unidades prisionais.

A informação foi confirmada pelo comandante-geral da Polícia Militar, coronel Augusto César. A “caçada” aos foragidos conta ainda com o apoio de policiais civis e agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O comandante informou que, inicialmente, o efetivo da corporação foi utilizado para restabelecer a ordem nos presídios, principalmente no Compaj, onde houve o assassinato brutal de 56 detentos. Agora, segundo ele, a Polícia Militar vai colocar em prática o planejamento destinado à recaptura dos foragidos, realizando buscas na mata e barreiras policiais nas estradas. “Temos também um trabalho de inteligência e a colaboração da população é importante para denunciar onde possíveis foragidos estejam escondidos”, ressaltou o coronel.

Aproximadamente 500 homens do Comando de Políciamento Especializado (CPE), que gere unidades como Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), Batalhão de Choque, e Companhia de Operações Especiais (COE), serão empregados na “caça”. “A Rocam já vem fazendo isso, assim como as Cicoms, mas o trabalho será reforçado”, disse ele. “Também temos a preocupação com o policiamento da cidade, mas essa medida não vai comprometer”, explicou.

Fiscalização

Na BR 174, o policiamento também foi reforçado por agentes da PRF. As abordagens aos ônibus de linha e de viagem, veículos de frete e de passeio estão sendo realizadas minuciosamente, na tentativa de localizar mais foragidos do Ipat e Compaj. Até às 21h de ontem, apenas 54 haviam sido recapturados.

Ontem, durante uma fiscalização em uma barreira policial na BR-174, a PRF prendeu o foragido do Compaj Keven Valles Nogueira, que vinha de ônibus de Presidente Figueiredo para Manaus. As escoriações no seu corpo chamaram atenção dos policiais, que atestaram que Keven era um dos foragidos. Ele foi encaminhado de volta ao Compajainda ontem.

A comerciante Nilva Ferreira da Silva, que mora e trabalha na entrada do ramal do Pau-Rosa, no quilômetro 21 da BR-174, afirmou que nos últimos dias as barreiras policiais têm sido mais frequentes, mas ela disse que ainda fica em pânico. “Tem muito foragido no meio do mato e a gente não sabe quem é quem”, relatou.

Apoio da PRF e da PC

A PRF também está com fiscalizações itinerantes em toda a BR-174. O efetivo foi reforçado desde segunda-feira, mas por questão de segurança orgânica, a quantidade de policiais envolvidos não foi divulgada pela PRF. A Polícia Civil também atua nas buscas aos foragidos. “Contamos com o apoio da população seja ligando para o 190 ou 181. As denúncias ajudam a chegarmos até esses foragidos”, destacou o comandante-geral da Polícia Militar, Augusto César.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.