Publicidade
Manaus
Pessoas feridas

Estação de esgoto particular explode e causa estrago em condomínio de luxo

Com a força da explosão, a tampa do esgoto atingiu e derrubou um muro e os dejetos fecais invadiram um campo de areia. Pessoas em uma roda de pagode ficaram feridas 16/07/2016 às 17:21 - Atualizado em 17/07/2016 às 10:50
Show ecd79e62 1e81 4b1e 9fbb cf18c6d30bd3
A estação de tratamento teria explodido após não suportar a pressão (Foto: Euzivaldo Queiroz)
Paulo André Nunes e Vinícius Leal Manaus (AM)

Uma explosão de estação de tratamento de esgoto particular causou estrago dentro de um condomínio de luxo de Manaus, o Mundi Resort Residencial, na av. Efigênio Sales, na tarde deste sábado (16). Com a explosão, a tampa do esgoto atingiu e derrubou um muro e os dejetos fecais invadiram um campo de areia. Pessoas ficaram feridas.

A estação de tratamento de esgoto (ETE) particular fica dentro do terreno do Centro Educacional Adalberto Valle e o muro derrubado pela tampa dividia o colégio e o condomínio Mundi. Durante a explosão, vários moradores que participavam de uma roda de pagode na área social do Mundi, próximo ao campo de vôlei, foram atingidos pelos dejetos e por pedaços de concreto da explosão. A explosão foi registrada pelas câmeras do condomínio, confira:

Segundo moradores do Mundi, a estação de tratamento teria explodido após não suportar a pressão. Um morador de outro condomínio localizado ao lado do Mundi estava em casa e ouviu tudo. “Daqui do condomínio Florença Park ouvimos um barulho forte. Corremos para a varanda. Quando visualizei o rompimento da estação de esgoto e uma água preta invadindo a área de lazer, e o pessoal correndo”, disse Josivan Dantas.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para prestar socorro às vítimas. Segundo a assessoria de imprensa do Samu, os ferimentos foram leves e o atendimento foi feito no próprio condomínio. “Apenas uma ambulância foi ao local. Não era o caso de remoção (de vítimas). Foram apenas ferimentos leves”, disse o Samu.

O número de pessoas feridas e as idades delas não foram confirmados. A reportagem tentou contato com o síndico do Mundi Resort, identificado apenas como Antônio, mas o mesmo não estava no local. Funcionários do Colégio Adalberto Valle não quiseram conversar com a reportagem.

Publicidade
Publicidade