Domingo, 22 de Setembro de 2019
Manaus

Estelionatário é executado com sete tiros em ramal do AM

Segundo familiares, Sebastião teria sido levado de casa na manhã do crime por homens que se passaram por supostos policiais. Ele teria sido algemado e levado até o local de difícil acesso, onde foi executado



1.jpg Sebastião foi preso no dia 4 de julho de 2011 após comercializar diversas vezes um terreno, que não lhe pertencia, no loteamento Parque das Garças
04/10/2013 às 10:00

O corpo do estelionatário Sebastião Moises Matos Santana, de 50 anos, foi encontrado na noite de quinta-feira (3), no KM 25, do ramal das Flores, localizado na BR-17, por moradores do local. Segundo a polícia, a vítima morreu após ser atingida por sete tiros, na cabeça e no tórax.

Segundo familiares, Sebastião teria sido levado de casa na manhã do crime por homens que se passaram por 'supostos policiais'. Ele teria sido algemado e levado até o local de difícil acesso, onde foi executado. Os policiais militares da 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) receberam a informação da localização do corpo e encontraram no bolso da vítima, o celular com diversos números de unidades da Polícia Civil e Polícia Militar salvos.

Essas informações não são confirmadas e a polícia ainda investiga o crime. O corpo de Sebastião foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) e a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) vai investigar o caso. Moradores do local informaram que ouviram tiros no ramal, por volta das 8h, de quinta-feira.

Ficha Suja

Sebastião foi preso no dia 4 de julho de 2011 após comercializar diversas vezes um terreno, que não lhe pertencia, no loteamento Parque das Garças, Zona Norte de Manaus. Na ocasião, um servidor público chegou a pagar R$ 9.500 de R$ 22.300 por um lote de terra e foi surpreendido pelo verdadeiro dono quando limpava o local.

Após verificar na Prefeitura de Manaus que o terreno não pertencia a Sebastião, a vítima registrou um Boletim de Ocorrência (B.O) e marcou um encontro com o estelionatário, onde pagaria o restante do valor. A polícia fez o cerco e conseguiu prendê-lo em flagrante. Sebastião também já havia sido preso por falsidade ideológica.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.