Publicidade
Manaus
Ajuda

Estudantes arrecadam R$ 40 mil para garantir cirurgia de criança de dois anos

Desde junho os pais da menina lançaram a campanha #Heshilleyquerviver nas redes sociais e, desde então, têm se esforçado para conseguir os R$ 55 mil necessários para arcar com as despesas da viagem e cirurgia 25/09/2016 às 15:57
Show dsjf ldfsdf
Menina nasceu com uma doença rara que causa má formação das vias respiratórias; esperança é cirurgia corretiva (Foto: Antonio Lima - 9/ago/2016)
Kelly Melo Manaus (AM)

Alunos do Instituto Adventista de Manaus (IAM), de todos os níveis, estão sendo mobilizados para ajudar a pequena Heshilley Maria Alves, de apenas dois anos e nove meses, que sofre com uma doença rara na garganta e precisa realizar um procedimento cirúrgico fora do Amazonas.

Desde junho os pais da menina lançaram a campanha #Heshilleyquerviver nas redes sociais e, desde então, têm se esforçado para conseguir os R$ 55 mil necessários para arcar com as despesas da viagem e cirurgia. O drama da família foi mostrado pelo A CRÍTICA no mês passado.

Sensibilizados com a história de Heshilley, mais de 3,8 mil alunos ratearam o valor e já conseguiram levantar mais de R$ 40 mil que serão doados à família da menina hoje.

De acordo com o pedagogo do instituto Adventista, Souneivaldo Macedo, não só os alunos, mas os pais e os professores da Rede de Educação Adventista se empenharam na campanha para garantir o auxílio a pequena menina. “Além da contribuição pessoal, os estudantes foram incentivados a buscar recursos com vizinhos, amigos e familiares. Estabelecemos metas e cada um fez a sua parte com afinco”, destacou.

Ainda de acordo com o pedagogo, a iniciativa “representa o que procuramos ensinar para os nossos alunos: o amor ao próximo”. “Quando nos importamos com as pessoas, mobilizações como essas dão frutos. Estamos muito felizes como o resultado”, afirmou o pedagogo.

Dia de entrega

Neste domingo, o Instituto Adventista de Manaus realiza uma cerimônia para fazer a entrega da doação para a família da pequena Heshilley. O evento será realizado na sede do instituto, na avenida Marciano Armond, 1805, Cachoeirinha, na Zona Sul.

A dona de casa Avanir Alves, 23, mãe da criança, disse que a esperança de ouvir a voz da filha pela primeira vez reacendeu com a ajuda dos estudantes adventistas. “As portas estavam se fechando e chegamos em pensar em desistir. Mas com essa ajuda, tenho certeza que vamos conseguir fazer a cirurgia da Heshilley. Essa iniciativa foi muito importante para nossa família”, relatou ela. A cirurgia da menina será feita por especialistas do Paraná.

Doença congênita

Heshilley Maria Alves nasceu com uma doença rara: estenose subglótica congênita, que é uma má formação nas vias respiratórias, que além de dificultar a respiração da menina, também a impede de falar. A doença só foi descoberta após o nascimento, no município de Altamira, no Pará.

Os pais de Heshilley, Carlos Alberto Araújo, 27, e Avanir Alvez, 23, contam que o tratamento da filha é delicado e ela precisa passar por uma cirurgia para poder respirar normalmente e, superada essa fase, aprender a falar. No entanto, o procedimento não é feito pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e a família decidiu criar uma campanha nas redes sociais para angariar recursos e levá-la para Curitiba (PR) em busca do atendimento especializado, feito em hospital particular da capital paranaense.

O procedimento vai ser realizado no fim do mês e a família precisava de R$ 55 mil para arcar com todos as despesas.

Publicidade
Publicidade