Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
PROJETO SOLENOIDE

Ex-alunos experientes em Olimpíadas Científicas criam projeto de capacitação

O objetivo da iniciativa é alavancar a participação do Amazonas nas Olimpíadas de Matemática, Física e Química. As inscrições vão até o dia 20 de fevereiro e as aulas iniciam em 11 de março



IMG-20161021-WA0013.jpg
No ano passado, os alunos da Fundação Matias Machline participaram da fase II da Olimpíada Amazonense de Química e se destacaram. (Foto: Reprodução/FMM)
26/01/2017 às 17:45

Treinar alunos da rede pública de ensino do Amazonas para Olimpíadas Científicas. Esse é o objetivo do projeto Solenoide, criado por ex-alunos da Fundação Matias Machline (FMM), antiga Fundação Nokia. O projeto está com inscrições abertas, até o dia 20 de fevereiro, para três turmas de treino: Olimpíadas de Matemática, Química e Física.  As aulas iniciam no dia 11 de março.

De acordo com uma das coordenadoras da iniciativa, a recém concluinte do ensino médio técnico em eletrônica pela FMM, Yara de Souza, 17, qualquer aluno da rede pública pode participar, desde que esteja cursando o 1º ano do Ensino Médio e seja menor de 18 anos.

Yara explica que os treinos ocorrerão aos sábados, de 8h até 11h, na Escola Estadual de Tempo Integral Maria Rodrigues Tapajós, localizada na Rua Goiânia, nº 701, Zona Centro-Sul. “Serão turmas de 20 alunos para cada disciplina. Metade das vagas é reservada para os alunos da escola que sedia o projeto, e as restantes de ampla concorrência”, orientou.

Segundo Yara, o que motivou a criação da iniciativa foi a frequente presença da FMM nas Olimpíadas. No entanto, ela destaca que durante as premiações “o Amazonas não se destacava nas colocações, se comparado com o desempenho dos demais Estados do País”, explica.

“Era difícil ver o Amazonas na colocação nacional. E mais ainda nas competições estaduais. A maioria dos alunos medalhistas era de escola particular. Então decidimos criar o Solenoide, para tentar ajudar esses alunos de escolas públicas que querem se esforçar para conseguir uma medalha”, pondera Yara.

Como vão funcionar as aulas
O projeto Solenoide tem cerca de 20 membros voluntários, entre eles: Eduarda Menezes, Ricardo Moraes, Marcus Vinicius da Cunha, Lucas Fernandes e Lucas Gabriel. “A equipe não é composta por professores graduados, mas por ex-alunos que já participaram dessas competições e vão ensinar aos alunos”, explica Yara, que ensinará sobre química.

Durante as aulas, ex-alunos irão repassar seus conhecimentos nas áreas para aqueles que almejam trazer medalhas para o Amazonas. “Serão oferecidas apostilas gratuitas com exercícios para que os alunos possam praticar o tema em casa”, adiantou.

Sobre as inscrições
Os alunos que se enquadram na oferta do projeto devem preencher um formulário online para efetuar a inscrição. Mas antes, é preciso ler o edital com calma. O aluno interessado deve escolher somente uma olimpíada.

No edital da iniciativa consta que “o processo seletivo será composto por um conjunto de redações que deverão ser redigidas pelo aluno”.

A lista com o nome dos alunos selecionados será divulgada na página do projeto no Facebook no dia 28 de fevereiro. “Além disso, os aprovados serão notificados pelo email e telefone deixados na inscrição”, diz o edital.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.