Publicidade
Manaus
CONSCIENTIZAÇÃO

Estudantes da Ufam fazem evento em homenagem ao Mês do Orgulho LGBT

A programação contará com rodas de conversa, que debaterão a diversidade da sigla LGBT, negritude, relações familiares, saúde e direitos da população LGBT 20/06/2018 às 17:50
Show whatsapp image 2018 06 20 at 17.41.31
acritica.com Manaus

Junho é mundialmente conhecido como o mês do orgulho LGBT+. Pensando nisso, o Centro Acadêmico de Direito “17 de Janeiro” da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) promove nesta quinta-feira (21) um evento em homenagem ao mês do orgulho LGBT+. A ação ocorre a partir das 13h no Centro de Convivência do Setor Norte do campus universitário da Ufam.

A programação contará com rodas de conversa, que debaterão a diversidade da sigla LGBT, negritude, relações familiares, saúde e direitos da população LGBT. Durante o evento, o Centro de Convivência também receberá atividades culturais, como exposição e confecção de cartazes, mostras artísticas,  músicas, grafites, sorteio de brindes e artesanato. 

Além disso, ocorrerá uma mini mostra de curta-metragens LGBT+ amazonenses, onde serão exibidos os filmes “Amém”, de Bernardo Ale Abinader, “Desiderium”, de Arthur Charles, “Até que a última luz se apague”, de Williams Ferry e “When I get home”, do premiado cineasta Aldemar Matias.

Após a exibição, ocorrerá um bate-papo com o ator Arnaldo Barreto, idealizador e protagonista do curta “Até que a última luz se apague”. Na produção, Arnaldo interpreta Leka, artista transformista homossexual que lida sozinha com o caos da epidemia de AIDS na década de 1980. 

Encerrando as ações, Maria Moraes apresentará a performance artística “Parto”. Maria, que além de atriz é ativista, recentemente protagonizou um filme que leva seu nome. “Maria”, de Elen Linth e Riane Nascimento, ganhou o prêmio do júri popular na Mostra de Cinema Amazonense de 2017 e foi premiado em festivais nacionais.

Segundo o presidente do Centro Acadêmico de Direito “17 de Janeiro”, João Luchsinger, o evento tem por objetivo sensibilizar as pessoas que não fazem parte da comunidade LGBT para o debate das lutas e conquistas do movimento. “Eventos assim são muito importantes no ambiente universitário pelo fato de promoverem a visibilidade, o respeito e a conscientização da luta diária que as pessoas LGBT enfrentam para conquistar espaço na sociedade”, afirmou.

O evento conta com o apoio do Manifesta LGBT+, União Nacional LGBT (UNALGBT), Centro Acadêmico de Psicologia da Ufam (CAPSico), Centro Acadêmico de Química da Ufam (CAQUi), Associação de Travestis, Transexuais e Transgêneros do Estado do Amazonas (Assotram), Aliança Nacional LGBT no Amazonas e Defensoria Pública da União (DPU). 

PROGRAMAÇÃO: 

13h – 14h: Mini mostra de curtas LGBT+ amazonenses

14h – 15h30: Roda de conversa
Ayla Viana, representando a sigla L, Gabriel Mota e Bruno Onp, representando a sigla G, Rebecca Jatahy, representando a sigla B (Manifesta LGBT+), Joyce Lorane, representando a letra T (Assotram) e Sebastiana SIlva (Aliança Nacional LGBT no Amazonas).

15h30 – 16h30: Roda de conversa
Luis Felipe Lira Bastos Santos – Ser LGBT e negro
João Dutra (União Nacional LGBT) – Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) 
Daniel Cerdeiro de Souza – LGBTs e relações familiares 
Representantes do Centro Acadêmico de Psicologia – Ufam (CAPsico)

16h30 – 17h30: Roda de conversa 
John Elton Costa dos Santos - Despatologização das identidades de gênero e Sexualidades
Representantes da Defensoria Pública da União (DPU)
Questões jurídicas abordando o acesso à justiça por pessoas LGBTs

18:00h: Performance “Parto”
Maria Moraes

Publicidade
Publicidade