Sexta-feira, 21 de Fevereiro de 2020
Manaus

Estudantes de medicina da Ufam vão às ruas apoiar professores em greve

O ato mobilizou cerca de 400 pessoas entre estudantes e professores. Eles fizeram uma passeata por avenidas e ruas de Manaus



1.jpg Professores e estudantes da Ufam fazem manifestação com passeata
04/06/2012 às 18:30

Mais de 300 estudantes dos cursos de saúde da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) participaram de uma mobilização na manhã desta segunda-feira (4), em passeata, que percorreu avenidas e ruas de Manaus. A maioria dos estudantes é do curso de medicina. O ato apoia os professores que se encontram em greve por tempo indeterminado. 

Os estudantes estivaram concentrados desde às 9h da manhã na Faculdade de Medicina, no Centro.  A passeata começou por volta das 11h. O percurso seguiu pelas avenidas Álvaro Maia (Boulevard), Djalma Batista e ruas Pará e Maceió, na Zona Centro-Sul de Manaus.



A mobilização dos estudantes faz parte do calendário oficial da greve nacional dos professores federais que iniciou no dia 17 de maio, por tempo indeterminado. As atividades visam chamar à atenção da população para as reivindicações dos docentes e problemas de infraestrutura da Universidade.

A greve dos professores da Ufam reivindica melhores condições nas suas atividades, usufruto de material didático como livros atualizados e em biblioteca, laboratórios equipados, e a melhoria da infra-estrutura da Faculdade de Medicina (criação de centro de convivência, melhoria das instalações de ensino, estacionamento e segurança), repúdio ao revalida simplificado. A greve é contra a medida provisória 568/12 e 10% do PIB para a educação.

Veja também Alunos da Ufam fazem protesto seminus, na Zona Centro-Sul de Manaus


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.