Publicidade
Manaus
VITÓRIA

Estudantes do Amazonas vão representar o Brasil em competição global de tecnologia

As estudantes de Engenharia Mecânica da UEA desbancaram centenas de projetos do país todo com a ideia de um dispositivo e prensa para coleta seletiva na universidade 01/11/2018 às 12:17
Show vencedoras university 5db20995 7c12 476a 8d9c c1273c84b0e1
acritica.com Manaus

 

Lídia Azevedo e Amanda Reis são futuras engenheiras mecânicas e vão para Berlim representar o Brasil no Red Bull Basement University, programa que convocou jovens inovadores para melhorarem a vida no campus por meio de soluções tecnológicas. As estudantes de Engenharia Mecânica da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) desbancaram centenas de projetos do país todo com a ideia de um dispositivo e prensa para coleta seletiva na universidade.

Durante um mês, a dupla terá apoio para desenvolvimento, workshops, orientação e financiamento para explorar e executar a ideia. Se aplicável, elas também serão encorajadas a criar um protótipo. No final de novembro elas vão para a Alemanha representar o país em um encontro global com os vencedores de 15 nações. Um evento de 4 dias com palestras, workshops, sessões de orientação e várias atividades, que levam a uma competição final de pitching.

Além delas, apenas mais um país tem uma dupla feminina como representante (Irlanda). A maioria é composta por homens e isso é ainda mais motivador para a dupla. “Representar o Brasil nos deixa extremamente honradas porque nos faz protagonistas de mais um passo na luta pela igualdade e um espelho pra tantas meninas e mulheres que são questionadas se sua paixão está realmente em um ambiente masculino”, destaca a dupla.

Inicialmente, o projeto foi criado por mais um dupla e uma estudante de contabilidade. A outra dupla de futuras engenheiras também ficou entre os 30 projetos mais votados do Brasil. Ainda sem nome, o dispositivo vai além da coleta de latas, transformando-as em matéria-prima para aulas de fundição dentro da universidade,com o princípio de logística reversa: consumo, coleta, retorno ao estado de matéria-prima, fabricação e uso do novo produto. 

Sobre o Red Bull Basement
O Red Bull Basement é um espaço de produção, pesquisa e difusão de projetos que exploram formas colaborativas de experimentação com tecnologia. Tem como objetivo desenvolver a colaboração e troca entre pessoas e coletivos com diferentes perfis: programadores, hackers, desenvolvedores de software e makers. O programa, que nasceu em 2015 no Brasil e hoje está presente em 22 países, inclui uma residência hacker, um makerspace, palestras regulares, um festival anual e o Basement University, focado em soluções para o cotidiano universitário.

Publicidade
Publicidade