Segunda-feira, 16 de Dezembro de 2019
ATO PÚBLICO

Estudantes protestam contra visita de Jair Bolsonaro em Manaus

Ato foi realizado em frente ao Centro de Convenções Canaã, onde o presidente participa de um culto evangélico. Manifestantes gritaram palavras de ordem contra cortes na educação e criticaram uso da igreja como 'curral eleitoral'



bf5fae51-a327-410b-9701-8f4a06ab49fb_D6ABE9F1-7F33-4DB4-A8E9-9445CC7BB13B.jpg Foto: Sandro Pereira
26/11/2019 às 19:34

Estudantes da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) realizaram um protesto contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na noite desta terça-feira (26). 

O ato foi realizado em frente ao Centro de Convenções Canaã, situado na avenida Rodrigo Otávio, bairro Japiim, Zona Sul de Manaus. O presidente Bolsonaro esteve no complexo para participar de um culto de Celebração, a convite do deputado federal Silas Câmara.



O protesto contou cerca de 50 acadêmicos. Na ocasião, os estudantes gritaram : "Igreja não é curral eleitoral" e elevaram bandeiras e cartazes com frases como : "Quem recebeu 200 mil da JBS?".


Foto: Sandro Pereira

Segundo Raiane Garcia, representante da União Nacional dos Estudantes (UNE), o presidente não é bem vindo na capital porque cortou verbas da universidade pública brasileira. 

"Cada mês que passa, mais verbas dos estudantes são cortadas. Por isso, todos nós alunos e trabalhadores, estamos reivindicando e dizemos que vamos resistir enquanto o Bolsonaro eativer no poder", disse a estudante.

Para Luís Borges, estudante de filosofia, a presidência de Bolsonaro não tem resultado positivo para o Brasil.

"Desde sempre vemos que os políticos usam a igreja para fins eleitorais e usam esses locais para fazerem propaganda deles mesmos. Isso é inadmissível", concluiu o estudante.

*Texto: Izaias Godinho

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.