Terça-feira, 19 de Outubro de 2021
ÁGUA TRATADA

Estudo revela mudanças de qualidade de vida após chegada de água potável em bairros de Manaus

Realizado pelo Instituto Trata Brasil, o estudo ouviu moradores dos bairros Compensa, Redenção e Cachoeirinha sobre a chegada de água própria para o consumo humano



2dd8cdf8-f87e-44d3-9404-2d94cf0d2c77_A560FDD8-4D3E-495A-BEF7-80D88261AAF6.jpeg Foto: Divulgação
21/09/2021 às 14:08

Um estudo realizado nos bairros Compensa, na zona Oeste; Redenção, na zona Centro-Oeste e Cachoeirinha, na zona Sul de Manaus, grande parte em áreas de palafitas, avaliou os impactos da chegada da água tratada nestas localidades. 

E ao menos, 1.046 moradores foram entrevistados pelas equipes de pesquisadores do Instituto Trata Brasil no período de 21 de junho a 21 de julho de 2021. Dentre os resultados importantes revelados após o estudo estão a de que 97% pessoas recebem, hoje, a distribuição de água por rede geral com contador. Antes, apenas 46% pessoas tinham o serviço. 



O trabalho, que traz outros dados, foi realizado pela instituição e é intitulado “Trata Brasil na Comunidade: Avaliação dos benefícios do saneamento básico em comunidades socialmente vulneráveis de Manaus”. O lançamento dos números do projeto ocorreu nesta terça-feira (21), na sede da Águas de Manaus, no bairro Aleixo, zona Sul da capital.  

“Nós vimos que nos últimos anos houve um avanço muito grande em relação ao acesso a água potável para as pessoas. Nós escolhemos esses três bairros por serem locais mais vulneráveis e perguntamos o que mudou na vida deles em relação a saúde e redução de casos de doenças após o acesso à água tratada”, explicou o presidente executivo do Instituto Trata Brasil, Edison Carlos.


Segundo Edison Carlos, bairros escolhidos para o estudo presenciaram mudança na qualidade do serviço recentemente. Foto: Gilson Mello

“A água potável trouxe o sentimento de dignidade, de respeito, as pessoas se sentem mais valorizadas, tem uma melhor expectativa de vida, então são números que a gente já conhece por conta dos estudos, mas a gente queria comprovar in loco, com essas populações”, complementou ainda. 

Outros Números Importantes

Outros dados coletados e avaliados são de que a coloração e cheiro da água mudaram significativamente após a chegada do bem potável às casas dessas pessoas. Conforme a pesquisa, 36% das pessoas consultadas afirmam que a cor da água é ótima; 46% dos entrevistados dizem que a cor da água é boa e apenas 1% afirma ser péssima. Sobre gosto da água, 45% da população respondeu como boa. Além disso, 81% dos moradores das casas afirmam que a água utilizada é apropriada para o consumo, enquanto que 97% dos moradores consideram que a pressão da água é suficiente para a utilização.

Quanto ao nível de satisfação com o acesso a água potável, antes da chegada do serviço, apenas 6% das pessoas eram muito satisfeitas. Após o recebimento da água boa para se beber, 43% pessoas afirmaram que estão muito satisfeitas. 67% das residências entrevistadas estão inscritas na tarifa social da Águas de Manaus, ou seja, pagam 50% menos em relação a outras moradias que não estão nas áreas citadas. 

Durante a pesquisa, foi detectado também que as pessoas costumam entrar em contato com a concessionária de água por chamada telefônica e apenas 17% utilizam os canais digitais como rede sociais e aplicativos de comunicação. Sobre a avaliação dos canais de atendimento disponíveis para tirar dúvidas ou solucionar problemas referentes ao abastecimento de água, 46% das pessoas afirmam que o atendimento é bom.   

Questionados sobre os benefícios que consideram após a chegada da água tratada, 21% apontaram que o melhor benefício é a água potável em suas torneiras; 21% destacam a melhoria da qualidade de vida e saúde. Outro dado é que 95% das pessoas acreditam que é possível melhorar a qualidade de vida participando de ações como palestras sobre saúde e saneamento básico. 

Uma das representantes do bairro Redenção, a moradora Jeane Satere Mawe, comentou que para ter acesso a água, ainda que não limpa, ela caminhava quilômetros para chegar até um poço artesiano. A água não era própria para consumo e tinha coloração amarelada. Com a chegada do bem tratado, nos meses de junho e julho do ano passado, ela percebeu melhorias, principalmente na saúde.


Jeane Satere Mawe tinha que andar quilômetros para poder conseguir água de um poço, mesmo que sem ser própria para consumo. Foto: Gilson Mello

“A gente tinha dificuldades por conta das doenças. A água era muito amarelada. Com o tratamento, facilitou muito por que as crianças pararam de adoecer. Além disso, hoje em dia, nós temos comprovantes de residência. A água não só é um liquido precioso, como ela facilitou a nossa entrada na sociedade”.

Avanço no Abastecimento

Atenta ao projeto do Instituto Trata Brasil na capital amazonense, a concessionária local Águas de Manaus lançou o programa ‘+ Águas’ e garante que a atenção à população vulnerável será sempre prioridade. 

“Ficou claro que a gente conseguiu achar soluções para levar água a regiões que por muito anos nunca tiveram acesso, como becos e palafitas. A gente concretiza só agora 100 km de redes feitas nessas regiões e isso sempre conversando muito com a comunidade, interagindo muito e essa solução de engenharia é muito eficiente, de  conseguir levar rede de uma forma adequada para que essas regiões tenham acesso a água”, ressaltou o diretor executivo da Águas de Manaus, Diego Dal Magro.


Segundo Diego Dal Magro, diretor executivo da Águas de Manaus, o serviço é feito por meio do diálogo entre a empresa e a comunidade. Foto: Gilson Mello

Ele destacou também que a meta da concessionária é implementar novos 260 km de redes de água para os próximos 2 anos e em locais de vulnerabilidade social como em ocupações regularizadas e exemplo disso, são localidade como comunidade Coliseu, na zona Leste de Manaus.
 

News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.