Publicidade
Manaus
Manaus

Ex-camelôs fazem ação de marketing para atrair clientes nas galerias populares do Centro

Atuais empreendedores voltam para as ruas, mas desta vez para atrair a clientela e garantir o bom movimento no shopping popular 22/11/2014 às 09:48
Show 1
Os microempreendedores usaram carro de som e faixas para divulgar os serviços e produtos oferecidos na galeria
Vinícius Leal Manaus (AM)

Após nove meses fora das calçadas e há três meses realocados em um shopping popular, os ex-camelôs e atuais microempreendedores voltaram às ruas do Centro de Manaus, mas com um novo desafio: atrair a antiga clientela que comprava com os ambulantes para dentro da Galeria Espírito Santo, point comercial localizado na rua Joaquim Sarmento.

“É como a inauguração de uma nova loja. Eles têm que conquistar os clientes para dentro dela”, defendeu o vendedor Cosme Damasceno, 52, esposo de uma ex-camelô. Uma ação de marketing foi montada pelos ex-ambulantes e colocada em prática na manhã de ontem para chamar o público a visitar a Galeria Espírito Santo.

Quem passou no cruzamento das avenidas Eduardo Ribeiro e 7 de Setembro, Centro, “coração” do comércio manauara, não pôde escapar da abordagem feita pelos “panfleteiros”, os próprios ex-camelôs  entregavam convites para a população e  usaram até carro de som para ganhar a atenção dos pedestres.

“Estamos começando do zero de público e temos que fazer a clientela”, explicou Roosevelt Coelho Queiroz, 61, ex-camelô que passou mais de 40 anos vendendo variedades em uma banca na avenida Eduardo Ribeiro. Atualmente, ele e mais de 300 lojistas, que passaram anos na informalidade pelas ruas,  estão no shopping popular.

Roosevelt foi camelô em Manaus por 40 anos


“É um projeto ousado que no decorrer do tempo vai estar tão bom quanto era vender na rua”, disse Roosevelt. “Antes era uma dificuldade. Tinha o ‘rapa’ (fiscalização), perdíamos mercadoria. Depois veio a prefeitura e nos cedeu o lugar, deixou a gente ficar. Mas aqui nós estamos melhor”.

A mesma ação de marketing usada para atrair clientes para a Galeria Espírito Santo será usada para conquistar público a visitar o mais recente shopping popular inaugurado em Manaus, a Galeria dos Remédios, na rua Miranda Leão. Mas o desafio continua: fazer os clientes se dirigirem ao novo local, longe das ruas principais. “Fez falta (camelôs). Eu passo mais por aqui. Tinha os lanches fáceis”, reclamou a operadora Leila Sena, 43, que não pretende visitar as galerias, sem saber que além de nove lanches e das 317 lojas de sapataria, moda íntima, livraria, ótica, artigos eletrônicos e até sex shop, a Galeria tem serviços do PAC, com postos do Sinetram, Sine e Procon.


Publicidade
Publicidade