Publicidade
Manaus
ASSALTO

Ex-doméstica deu dicas sobre roubo de R$ 200 mil em condomínio de luxo, diz polícia

Orilene da Cruz Ribeiro trabalhou na casa que foi assaltada na última sexta-feira. Cinco pessoas foram presas pelo crime e confessaram a autoria 27/03/2017 às 11:12 - Atualizado em 27/03/2017 às 11:35
Show whatsapp image 2017 03 27 at 10.54.51
Polícia prendeu envolvidos que atuaram no roubo e ajudaram a vender produtos roubados (Fotos: Gilson Mello)
Dani Brito Manaus (AM)

Uma quadrilha especializada em roubar casas em diversos bairros de Manaus foi presa desarticulada por policiais civis da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv). Entre os roubos realizados por eles está o de uma residência dentro do condomínio Alpha Garden, ocorrido na última sexta-feira (24).

Orilene da Cruz Ribeiro, 27; o companheiro dela, Érik Carlos Pinto Maklouf, 40; Heverton Rocha de Souza, 29; Tiago Oliveira da Silva, 28; e a companheira dele Simone Nascimento Monteiro, 32, são apontados pela polícia como os responsáveis pelo roubo de objetos avaliados em 200 mil. Segundo o delegado Pericles Nascimento, da Derfv, Orilene foi quem deu as dicas sobre como chegar ao local para os comparsas, uma vez que ela já havia trabalhado na casa da família como empregada doméstica durante um mês.

"Ela passou os detalhes de como chegar ao local. No dia do roubo, Érik e Heverton entraram no condomínio pulando um dos muros do local. Em seguida eles foram até a casa das vítimas e saíram roubando tudo o que viam pela frente", disse.

Para sair do local a dupla utilizou o próprio carro da vítima e em seguida o abandonou nas proximidades do local. "Foi aí que veio a participação dos outros. Tiago foi até eles e os ajudou a fugir e os outros integrantes estavam tentando vender os objetos roubados", acrescentou Pericles, ressaltando que Simone foi presa em flagrante tentando vender alguns desses objetos.

Na delegacia o grupo confessou já ter participado de outros roubos a casas na capital amazonense. Simone foi autuada em flagrante por recepção, e os outros foram indiciados por associação criminosa e roubo majorado. Todos serão encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

Publicidade
Publicidade