Domingo, 20 de Setembro de 2020
NOMEADO

Ex-DRCO, Guilherme Torres será chefe da Delegacia Anti-Corrupção

Delegacia especializada recém-criada deve ficar pronta nos próximos dias, aguardando a conclusão da pintura de algumas salas e  a criação visual da nova delegacia.



1__1__D183FF85-99B6-44BB-A4F8-9FF811C180DF.jpeg (Fotos: Divulgação)
18/08/2020 às 11:54

A delegada-geral da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), Emília Ferraz, nomeou o delegado de polícia civil, Guilherme Torres, para comandar a Delegacia Especializada em Combate à Corrupção (Deccor), efetivamente criada nesta sexta-feira (14) pelo Governo do Amazonas.

Conforme a portaria 1.049/2020 - GDC/PC publicada nesta sexta-feira no Diário Oficial do Governo do Amazonas, a nova delegacia vai ser sediada na Avenida Professor Nilton Lins, 325, Parque das Laranjeiras. 



Uma fonte da reportagem dentro da Polícia Civil informou que a delegacia especializada deve ficar pronta nos próximos dias, aguardando a conclusão da pintura de algumas salas e  a criação visual da nova delegacia.

Guilherme Torres já passou pelo Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) onde foi diretor da divisão, titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd) e secretário executivo da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop). 

Sabatina e mandato de dois anos 

Na semana passada, os deputados Wilker Barreto (Podemos) e Serafim Corrêa (PSB) propuseram a criação de mandato de dois anos e sabatina como medidas de autonomia para nomeação do delegado anticorrupção.

Serafim queria que a Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) tivesse a palavra final na escolha do titular da recém criada delegacia.

Barreto chegou a apresentar emenda para incluir essas propostas no projeto de lei governamental que cria a delegacia anticorrupção, mas por ser apresentada depois do prazo de tramitação em regime de urgência foi considerada extemporânea.

A líder do governo na Assembleia, deputada Joana Darc (PL) afirmou durante a votação de criação da nova delegacia que para limitar a prerrogativa do governador e secretário de estado de indicar quem vai estar a frente de delegacia ou qualquer estrutura do governo é necessário “alterar a Constituição estadual”. A deputada disse que a discussão para empregar mecanismos para nomeação de delegado para autarquia anticorrupção é “fato político”.

Com voto contrário de Wilker Barreto e abstenção do deputado Dermilson Chagas (Podemos), a Deccor foi aprovada com uma emenda do deputado estadual delegado Péricles (PSL) que veda a nomeação para delegacia de delegados filiados a partidos políticos ou que tenham tido filiação partidária nos últimos cinco anos


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.