Publicidade
Manaus
Manaus

Ex-PM acusado de assassinar universitário em Manaus, há dois anos, está foragido da Justiça

Em 2013, o ex-soldado da PM Antônio Augusto matou o estudante de engenharia Fábio Ferreira em uma festa de aniversário no bairro Raiz, Zona Sul 26/10/2015 às 13:13
Show 1
O ex-PM Antônio Augusto da Silva Serrão Júnior está foragido da Justiça
Édria Caroline Manaus

O ex-soldado da Polícia Militar Antônio Augusto da Silva Serrão Júnior está foragido da Justiça. Ele é suspeito matar o universitário Fábio de Souza Ferreira em agosto de 2013. Antônio está desaparecido desde o último dia 28 de setembro, quando teve um novo mandado de prisão expedido. O ex-PM estava em liberdade desde dezembro de 2014, quando teve um habeas corpus concedido e deixou o Batalhão de Guarda da Polícia Militar, onde estava preso desde agosto de 2013.

Na época do crime, Augusto atuava no Comando de Policiamento Metropolitano, onde ficou detido antes do mandado de prisão preventiva ser expedido. Quase um ano depois do crime, ele foi expulso da corporação. No último dia 28 de setembro, Augusto Júnior teve o habeas corpus revogado e um novo mandado de prisão contra ele foi expedido pela desembargadora Encarnação das Graças Sampaio Salgado, onde é pedido o recolhimento do suspeito a uma unidade prisional.

Policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que está com o caso, já foram três vezes ao endereço de Augusto, tentar cumprir o mandado de prisão contra o ex-policial, mas foram informados que o suspeito não aparece na casa há mais de 15 dias.

Dois anos após perder o irmão, o funcionário público Frank Ferreira, 32, quer que o suspeito seja preso o mais rápido possível. “A prisão dele não vai trazer meu irmão de volta, mas justiça precisa ser feita. Esse homem precisa ser preso”, desabafou. Frank ainda disse que o advogado da família vai acionar, nos próximos dias, a Polícia Interestadual (Polinter), para tentar capturar o foragido.  Até o fechamento desta edição o ex-PM ainda não havia se entregado e nem havia sido localizado.

O crime

O estudante do 6º período de engenharia mecatrônica Fábio de Souza Ferreira, que, na época do crime tinha 26 anos de idade, foi morto na madrugada do dia 9 de agosto de 2013 no bairro da Raiz, Zona Sul de Manaus, com três tiros após tentar impedir um confronto entre seus amigos e o ex-PM em uma festa de aniversário.


A vítima, o estudante Fábio de Souza Ferreira. Divulgação

Segundo Frank Ferreira, irmão da vítima, um grupo de amigos de Fábio havia se metido em uma pequena confusão na festa quando o ex-PM, já alcoolizado e armado, foi se aproximando da turma. O universitário tentou impedir qualquer ação de Augusto, mas foi surpreendido por um tiro próximo da perna.

Fábio tentou fugir, mas foi atingido com um tiro na nuca, um no peito e outro na cabeça. A vítima ainda chegou a ser socorrida e encaminhada à uma unidade hospitalar da Zona Sul, mas não resistiu. O, na época, policial militar, se apresentou na delegacia quatro dias após o crime, confessando o crime e alegando legítima defesa, hipótese descartada pela polícia civil.

Cercado de privilégios

No período em que Antônio Augusto ficou preso, a família da vítima denunciou por diversas vezes de algumas regalias que o suspeito recebia. Ele teria organizado até churrascos dentro da prisão.

Publicidade
Publicidade