Terça-feira, 25 de Junho de 2019
Manaus

Ex-PM é morto com a própria arma durante briga de bar na Zona Centro-Sul de Manaus

Antes de ser morta, a vítima teria humilhado e jogado cerveja no rosto do autor do crime. Revoltado, o assassino esfaqueou e usou a própria arma do ex-PM para assassiná-lo. O crime ocorreu no bairro Parque das Laranjeiras



1.jpg O corpo do ex-PM ficou estendido na calçada em frente ao bar onde bebia com o autor do crime
01/12/2013 às 21:02

O sargento aposentado da Polícia Militar José Leobino Santos Reis, 49, foi morto após ser esfaqueado duas vezes e alvejado três vezes no final da tarde deste domingo (1), por volta das 16h30, na rua Visconde de Pirassununga, Parque das Laranjeiras, na Zona Centro-Sul de Manaus. O suspeito do crime, um mototaxista identificado como Jorge e com apelido de “Bole-bole”, já foi preso e levado à delegacia.

Segundo testemunhas, a vítima foi morta por “Bole-bole” após brigar com ele em frente do Bar do Diniz, na rua Visconde de Pirassununga, onde bebia cerveja e comia churrasco com um grupo de homens, entre o dono do bar e o próprio autor do crime. Após um desentendimento, o ex-PM teria humilhado e jogado cerveja no rosto de Jorge na frente de todos, e isso o teria motivado a praticar o homicídio.

“Pra mim, nenhum era ruim. Nunca vi nenhum dos dois aprontando por aqui”, declarou um mototaxista que conhecia José Reis e Jorge e que preferiu não se identificar. Segundo ele, “Bole-bole” saiu de dentro do bar com uma faca em punho, atravessou para o outro lado da rua onde todos bebiam e golpeou a vítima duas vezes na região do peito e do pescoço.

Após ser golpeado e cair no chão, o ex-sargento sacou da cintura a própria arma, tentou dispará-la, mas a mesma não funcionou. “O Jorge saiu (do bar) com a faca em uma mão e um litro de cachaça na outra, e foi logo furando. O (José) Reis caiu, pegou a arma dele, tentou atirar, mas a pistola engasgou. Aí o Jorge pegou a arma e atirou três vezes”, disse o mototaxista conhecido dos autores.

Policiais militares da 12ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram acionados e, depois de iniciarem buscas, conseguiram prender o mototaxista Jorge “Bole-bole” na rua 18 da comunidade Mundo Novo, na Zona Norte da cidade. Ele foi encaminhado ao 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde deve ser autuado em flagrante por homicídio, se for comprovado que ele é realmente o autor do crime.

“Mototaxista sou eu. Ele fingia ser, e por trás vendia umas coisinhas”, declarou o mototaxista que preferiu não se identificar, e insinuando que Jorge teria envolvimento com tráfico de drogas. O local do crime recebeu perícia preliminar e o corpo da vítima foi recolhido pelo Instituto Médico Legal. Policiais civis do 12º DIP não informaram nome completo e idade de “Bole-bole” nem se arma usada no crime foi encontrada e qual o indiciamento.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.