Publicidade
Manaus
Manaus

Ex-prefeito de Rio Preto da Eva ganha liberdade a partir de alvará de soltura

Anderson foi preso no último dia 4 suspeito de envolvimento no plano para assassinar o atual prefeito daquele município, Luiz Ricardo Chagas; o vice Ernane Santiago, e o ouvidor do município, Erick Franco de Sá 06/03/2013 às 15:49
Show 1
Anderson de Souza (PTB) teria motivações políticas para planejar o assassinato do atual prefeito de Rio Preto da Eva, interior do Amazonas
Ana Carolina Barbosa Manaus

O ex-prefeito de Rio Preto da Eva (a 79 quilômetros de Manaus), Anderson Souza (PTB), foi posto em liberdade, por volta das 15h desta quarta-feira (06/03), informou a assessoria do político. O alvará de soltura foi concedido pela desembargadora Maria das Graças Figueiredo.

Anderson foi preso no último dia 4, data em que foi conduzido à Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), na Zona Leste de Manaus. Ele é suspeito de envolvimento no plano para assassinar o atual prefeito daquele município, Luiz Ricardo Chagas; o vice Ernane Santiago, e o ouvidor do município, Erick Franco de Sá.

A prisão ocorreu após Anderson prestar depoimento na sede da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), localizada no bairro Flores, na Zona Centro-Sul de Manaus. O mandado de prisão preventiva foi assinado pelo juiz Cássio Borges.

No último dia 16 de fevereiro, durante operação da Polícia Civil do Amazonas, foram presos o bacharel em Direito Bolívar de Almeida Maués (irmão do deputado federal Sabino Castelo Branco), o filho dele, Bruno Leandro Campos Maués, Marcos Antônio Lima, Maikon da Silva e Raimundo Raniere da Silva. 


Publicidade
Publicidade