Publicidade
Manaus
Manaus

Ex-presidiário é morto a tiros enquanto supostamente vendia drogas no Mundo Novo

Segundo testemunhas, a vítima estava sentada em uma cadeira de balanço supostamente vendendo drogas, quando foi surpreendida pelos assassinos 24/09/2015 às 12:20
Show 1
A vítima levou tiros no peito, cabeça, nuca e o braço
Édria Caroline Manaus

O ex-presidiário Sidioney Gonçalves de Abreu, 19, foi morto com sete tiros no momento em que estaria comercializando drogas na rua 11 da comunidade Mundo Novo, no bairro Flores, na Zona Norte de Manaus. O crime ocorreu por volta das 20h30.

Segundo testemunhas, a vítima estava em uma cadeira de balanço e supostamente vendia drogas, em frente a uma casa. Ele foi surpreendido com dois homens em uma motocicleta, de modelo e placa ainda não identificados.

Ainda conforme moradores da área, um dos suspeitos já chegou ao local efetuando vários disparos, que atingiram o peito, cabeça, nuca e o braço da vítima. Sidioney não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo no local.

A principal suspeita da polícia é de que o crime tenha ligação com o tráfico de drogas. O corpo da vítima foi recolhido pelo IML e o caro será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Publicidade
Publicidade