Publicidade
Manaus
AGRESSÃO

Ex-UFC, Dileno Lopes agride rapaz em camarote de casa de show, em Manaus

O lutador, demitido da organização em 2016, admitiu a agressão e alegou ter sido provocado. Caso foi registrado no 10º DIP e será investigado 13/05/2018 às 20:36 - Atualizado em 13/05/2018 às 20:43
Show img0017317444
(Foto: Euzivaldo Queiroz)
Danilo Alves Manaus

O lutador de MMA Dileno Lopes confessou ter agredido um rapaz de 30 anos na madrugada deste domingo, após uma discussão durante uma festa de aniversário em uma casa de shows na zona centro-sul de Manaus.

Uma testemunha contou que, por volta de 5h30, o lutador estava na área de camarote, situada no mezanino do estabelecimento, que estava reservada para convidados. O rapaz agredido foi questionar se o lutador era convidado e Dileno o agrediu com um soco no rosto.  Segundo a testemunha, outras pessoas ficaram feridas na confusão.

O caso foi registrado no 10º Distrito Integrado de Polícia (Dip), mas foi repassado para o 12º Dip. A confusão repercutiu nas redes sociais e o lutador foi até a delegacia responsável pela investigação, no bairro Parque das Laranjeiras, na zona Centro-Sul, e fez registro de injúria contra postagens feitas em redes sociais.  

O lutador conversou com a equipe de A CRÍTICA e alegou que foi empurrado e provocado pelo homem. Ele disse que não sabia que o espaço estava reservado. Quando foi abordado pelo jovem de 30 anos, o lutador disse que respondeu apenas o primeiro nome dele, e após ser questionado mais uma vez, ele disse que lutava MMA.

“O problema é que eu levantei meu braço para conversar no ouvido dele, por conta do som alto. Disse que eu não sabia que a área era para o aniversário, mas ele começou a me empurrar e admito que eu o agredi”, sustentou o lutador, negando ter agredido outras pessoas.

“Eu nem sei quem é aquele jovem, mas gostaria de pedir desculpas dele e da aniversariante. Acredito que ele estava muito bêbado e não se controlou, e no meu impulso cometi um erro”, concluiu.

A assessoria de comunicação da Polícia Civil (PC) informou que a PC  deve ouvir os envolvidos no caso mais uma vez ainda esta semana.

Carreira

Dileno Lopes era apontado como um dos nomes mais promissores do MMA amazonense, mas acabou perdendo protagonismo ao longo dos anos. Vice-campeão do TUF Brasil 4, em 2015, ele acabou demitido do UFC um ano depois, após  duas derrotas consecutivas. Desde então, ele participou de uma luta no evento nacional Shooto Brasil e seguiu para o ACB, organização russa, onde tem uma vitória e uma derrota.

Publicidade
Publicidade