Publicidade
Manaus
Manaus

Execuções distintas, de ex-presidiário e chapeiro, serão investigadas pela DEHS

De acordo com o relatório da DEHS, Afonso Victor é ex-presidiário e morreu no hospital e pronto-socorro João Lucio, Zona Leste, após oito dias internado. Já o chapeiro Roberto de Araújo Barroso foi executado dentro de sua casa, no conjunto Arthur Virgílio Filho, no Jorge Teixeira 28/02/2016 às 20:59
Show 1
Os crimes estão sendo investigados por agentes da DEHS
Fábio Oliveira Manaus (AM)

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) irá investigar as mortes em casos distintos de Afonso Victor Vieira Lima, de 23 anos, e Roberto de Araújo Barroso, de 31 anos.

De acordo com o relatório da DEHS, Afonso Victor é ex-presidiário e morreu no hospital e pronto-socorro João Lucio, Zona Leste, após oito dias internado na unidade hospitalar.

Consta no relatorio do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) que Afonso foi baleado com dois tiros, sendo um no tórax e abdômen, na avenida Cosme Ferreira, bairro São José.

A principal suspeita é de acerto de contas motivado por envolvimento com o tráfico de drogas. A vítima já respondia na justiça pelo crime de tráfico e cumpria pena no regime fechado do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj).

A reportagem do MANAUS HOJE foi ao velório da vítima, mas ninguém quis comentar sobre o caso. Muitos amigos e conhecidos de Afonso usavam uma camisa de time amador escrita "Potência Máxima", que se refere a João Branco, narcotraficante recentemente preso pela Polícia Federal e um dos líderes da Família do Norte (FDN).

Chapeiro assassinado

O outro homicídio que a DEHS irá investigar é a morte do chapeiro Roberto de Araújo Barroso, 31. Ele foi executado dentro de sua casa, no conjunto Arthur Virgílio Filho, no Jorge Teixeira, Zona Leste. A motivação e autoria ainda são desconhecidas pela Polícia Civil.


Publicidade
Publicidade