Domingo, 15 de Dezembro de 2019
Manaus

Executivos querem conquistar usuários com internet nos ônibus

A Federação das Cooperativas de Transporte do Estado do Amazonas (Fecootram) passou a oferecer uma novidade para tentar conquistar a “simpatia” dos usuários e do poder público: acesso à Internet dentro dos veículos



1.jpg Motorista mostra como funciona a conexão grátis à internet que pode ser acessada dos veículos
29/12/2012 às 17:55

Em meio aos problemas que envolvem a circulação dos micro-ônibus de transporte executivo em Manaus, que vão da “antipatia” dos empresários do sistema convencional à tarifa cara - de R$ 4,20 -, passando pela ausência de uma licitação que regulamente o serviço, a Federação das Cooperativas de Transporte do Estado do Amazonas (Fecootram) passou a oferecer uma novidade para tentar conquistar a “simpatia” dos usuários e do poder público: acesso à Internet dentro dos veículos.

Cada cooperativa de micro-ônibus filiada à federação aceitou permutar com outra, do ramo da informática, e oferecer aos passageiros acesso grátis à Internet durante o percurso até o destino escolhido.



Resistentes até então em permitir “propaganda barata” dentro dos micro-ônibus, os permissionários aceitaram pacificamente negociar o acordo, sem levar um centavo sequer em troca. A publicidade nos ônibus, que antes valia ouro, virou moeda de troca a custo zero.

Siderley da Silva, motorista do carro 8 da linha 825, pertencente à Cooperativa de Transporte do Amazonas (Cootram), disse que a novidade chama mais atenção quando o ônibus sai da garagem. Depois, como o carro não tem nada mais visível que anuncie a existência do acesso livre à Internet, a diferença fica por conta do descuido dos passageiros que se empolgam com a navegação.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais e na versão impressa)


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.