Publicidade
Manaus
Manaus

Explosão de bimotor: vítimas continuam em estado crítico e grave

O estado de saúde do Edson Parron é considerado crítico. Vanessa e Adonai permanecem em estado grave segundo o boletim 17/07/2013 às 11:59
Show 1
O estado de saúde do Edson Parron é considerado crítico. Vanessa e Adonai permanecem em estado grave segundo o boletim
acritica.com Manaus

De acordo com boletim médico divulgado pela Agência de Comunicação do Estado (Agecom) no fim da manhã desta quarta-feira (17), o estado de saúde das vítimas do acidente aéreo que aconteceu nesta terça (16) no aeroporto Eduardo Gomes vai de critico a grave. Edson Parron é a vitima em estado crítico, Vanessa e Adonai permanecem em estado grave.

O boletim informa que Edson Oliveira Parron, 30, Vanessa Guedes de Aguiar, 32, e Adonai Pessoa Campos, 41, deram entrada no Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto após o acidente, sendo recebidos no setor de Politrauma. Após avaliação do cirurgião plantonista, eles foram encaminhados ao centro cirúrgico da unidade.

Edson Parron teve queimaduras em 95% da área do corpo e nas vias aéreas superiores. Ele recebeu hidratação (reposição líquida com cristaloides), analgésicos potentes para o combate à dor, limpeza cirúrgica das áreas do corpo queimadas e aplicação dos primeiros curativos oclusivos. Sendo encaminhado em seguida foi encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva do Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) da unidade, intubado e recebendo ventilação mecânica. O paciente permanece em estado crítico.

Vanessa Guedes que teve queimaduras em 50% do corpo e nas vias aéreas superiores, recebeu hidratação (reposição líquida com cristaloides), analgésicos potentes para o combate à dor, limpeza cirúrgica das áreas do corpo queimadas e aplicação dos primeiros curativos oclusivos. Em seguida foi encaminhada para a Unidade de Terapia Intensiva do Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) da unidade, intubada e em ventilação mecânica. A paciente permanece em estado grave.

Adonai Pessoa Campos teve queimaduras em 60% do corpo e nas vias aéreas superiores, também recebeu hidratação (reposição líquida com cristaloides), analgésicos potentes para o combate à dor, limpeza cirúrgica das áreas do corpo queimadas e aplicação dos primeiros curativos oclusivos. Em seguida foi encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva do Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) da unidade, intubado e em ventilação mecânica. O paciente permanece em estado grave.

 

Publicidade
Publicidade