Domingo, 19 de Maio de 2019
INCENTIVOS

Fábricas de São Paulo e RS recebem convite para instalar produção em Manaus

Em junho, governador Wilson Lima deve visitar a Smart Modular Technologies, de semicondutores e módulos de memória para celular, para apresentar vantagens da Zona Franca



fabrica1_04593C8A-78D0-4BD8-8FD5-73D8F5575D25.JPG
(Foto: Reprodução / MDIC)
15/05/2019 às 21:07

A maior fabricante de semicondutores, circuitos integrados e módulos de memória de celulares e computadores em atuação no Brasil, a Smart Modular Technologies e que está ampliando os negócios no país, recebeu convite para se transferir de São Paulo para o Polo Industrial de Manaus. 

No próximo mês de junho, o governador Wilson Lima deve fazer uma visita à Smart quando vai apresentar as vantagens comparativas da Zona Franca. A ideia central é criar uma força-tarefa do governo do estado, Suframa, deputados federais e senadores na divulgação dos benefícios da Zona Franca de Manaus para diversas empresas no país, em especial às indústrias de bens de informática, produtoras de chips de memória de celular e computadores.

Quem fez o primeiro contato com a direção da empresa foi o presidente do Democratas do Amazonas,  Pauderney Avelino. Esta semana, o ex-deputado federal também tem encontro marcado com o presidente da HT Micron, localizada no Rio Grande do Sul, a segunda maior fabricante de memória do país.

“Estive reunido com o presidente da maior indústria do Brasil deste segmento, a Smart Modular Technologies. Para se ter uma ideia, esta empresa faturou R$ 2,8 bilhões em 2018. Fiz as contas e mostrei ao presidente da Smart o quão vantajoso ir produzir no nosso polo industrial”, declarou o líder do DEM-AM. 

Vantagens
Segundo Pauderney, a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para estes produtos é de 15%, mas por conta da Lei de Informática e do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Indústria de Semicondutores e Displays (Padis) não pagam IPI, mas também não têm direito ao crédito presumido. Enquanto na ZFM, a partir da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), há mais vantagens tributárias.

No final de abril deste ano, o STF decidiu permitir o creditamento do IPI na entrada de matérias primas e insumos isentos provenientes da Zona Franca de Manaus (ZFM). 
“Isso é segurança jurídica. É o que o investidor busca para abrir novos negócios. Nós estamos vivendo um momento decisivo para a Zona Franca de Manaus. Temos que juntar esforços e buscar trazer estas empresas para Manaus, que vai gerar tecnologia, emprego, massa crítica, além de gerar um grande volume de recursos que serão produzidos na Zona Franca de Manaus”, afirma Pauderney ao conclamar o governo do estado, parlamentares federais e Suframa a fazer parte dessa empreitada.

News portal1 9cade99b 2e0a 4d24 a1bb 0c50379289b4
Repórter de A Crítica - Correspondente em Brasília

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.