Publicidade
Manaus
Manaus

Falso dentista que usava registro de profissional morto foi detido nesta sexta-feira (7)

Denúncias feitas ao Conselho Regional de Odontologia do Amazonas (CRO-AM) fizeram com que o órgão fosse averiguar a situação e, ao constatarem o exercício ilegal da profissão, os fiscais acionaram a Polícia Militar para prender o suspeito 07/11/2014 às 20:36
Show 1
Falso dentista usava registro profissional de dentista de Minas Gerais que já estava morto
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Um falso dentista, que atuava em um consultório clandestino e também utilizava registro profissional de um cirurgião-dentista já falecido, foi preso na tarde desta sexta-feira (7). Denúncias feitas ao Conselho Regional de Odontologia do Amazonas (CRO-AM) fizeram com que o órgão fosse averiguar a situação e, ao constatarem o exercício ilegal, os fiscais acionaram a Polícia Militar para prender o infrator.

Usiel Gomes Barbosa atendia na rua Girassol, no bairro Lírio do Vale, Zona Centro-Oeste de Manaus. De acordo com o coordenador de Fiscalização do CRO-AM, irurgião-dentista Maurício Ferreira, o consultório mantido por Usiel tinha poucas condições de higiene, tendo como principal agravante a falta de estrutura para a esterilização do material utilizado durante os procedimentos.

“É um risco muito grande para os pacientes que foram atendidos, pois sem o equipamento adequado para a esterilização dos instrumentos, eles estão expostos a doenças causadas por vírus e bactérias”, disse.


Maurício Ferreira destacou que no cartão de identificação e publicidade utilizada por Usiel, ele afirmava ser inscrito no CRO de Minas Gerais. “Acessamos o sistema do Conselho Federal e o registro acusava um profissional que há havia falecido. Ou seja, além do exercício ilegal, ele também cometeu o crime de falsidade ideológica”, disse. O falso dentista foi encaminhado para o 19º Distrito Integrado de Polícia (19º DIP) e liberado após assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Vítimas devem ajudar

Mauricio destacou que as pessoas atendidas pelo falso profissional devem procurar a Polícia Civil para fazer o registro, como forma de cooperar com a investigação da polícia, que abriu inquérito para aprofundar as investigações.


A população também pode ajudar no combate aos falsos dentistas denunciando para o conselho e ainda para os órgãos de polícia, já que o exercício ilegal da profissão é um crime previsto no Código Penal Brasileiro (CPB). O CRO Amazonas possui sede na Rua Silva Ramos, nº 71, no Centro de Manaus. As denúncias podem também ser feitas pelo 0800 284 1380 e pelo telefone 3131-2200.

Publicidade
Publicidade