Publicidade
Manaus
SARAMPO

Falta de vacina contra o sarampo em posto de saúde de Manaus é denunciada ao MP

Hoje, sábado (1), é o último dia da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo 01/09/2018 às 14:04 - Atualizado em 02/09/2018 às 16:57
Show show vaci 479b10dd 197b 4049 8725 5603e53ce621
Foto: Arquivo A Crítica
acritica.com

A falta de vacina contra o sarampo em um posto de saúde de Manaus está sendo investigada pelo Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), por meio do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça Especializadas na Infância e Juventude (CAOIJ). A denúncia que chegou ao órgão é que não havia mais vacina para atender crianças.

Conforme a denúncia, o problema ocorreu nesta sexta (31) no Posto Municipal de Saúde do conjunto Vieiralves, no bairro Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul. Hoje, sábado (1), é o último dia da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo, que tem foco em crianças de 1 a 5 anos. Em Manaus, a prefeitura havia prometido intensificar a vacinação em 63 unidades de saúde.

“O Ministério Público do Estado do Amazonas [...] recebeu a informação de que não há mais vacina para sarampo em alguns postos de saúde de Manaus prejudicando, assim, o atendimento de crianças que necessitam de imunização para essa doença”, informou o MP. A denúncia está sendo averiguada. “O CAOIJ encaminhará para a Promotoria de Justiça com atribuição para essa averiguação e está à disposição da população para receber outras informações”, concluiu o órgão.

Em nota, a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) informou que não foi notificada e que todos os municípios receberam as vacinas de acordo com a população a ser imunizada. “O controle e distribuição são feitos pela Coordenação Estadual do Programa Nacional de Imunização (PNI), que possui vacina em estoque para reposição. Em caso de nova solicitação, o município deve enviar o mapa atualizado com a população vacinada para efetivo controle do Ministério da Saúde”, disse. Conforme o órgão, na semana passada, Manaus e outros municípios que solicitaram reforço de vacina foram atendidos.

Casos em Manaus

O último Informativo Epidemiológico de Monitoramento dos Casos de Sarampo, divulgado na segunda (27) pela Prefeitura de Manaus, mostrou que a capital amazonense já registrava 852 casos confirmados da doença, 90 casos a mais do que o balanço anterior. No mesmo período, os casos suspeitos, que ainda estavam sendo investigados, passavam de 5.365 para 5.773.

Quarta morte no Estado

Na última terça (28), a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) confirmou a quarta morte por sarampo no Estado, uma mulher de 44 anos, do município de Autazes. O último caso de morte havia sido registrado no Estado no último dia 17 de agosto.

Doença infecciosa

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral e a transmissão ocorre diretamente, de pessoa a pessoa, geralmente por tosse, espirros, fala ou respiração, por isso a facilidade de contágio. Os sintomas iniciais apresentados são: febre acompanhada de tosse persistente, irritação ocular, coriza e congestão nasal e mal estar intenso. Após estes sintomas, há o aparecimento de manchas avermelhadas. A doença pode evoluir de forma grave, atingindo o sistema nervoso central e levando a complicações com infecções secundárias como pneumonia, podendo levar à morte.

Publicidade
Publicidade