Quinta-feira, 19 de Setembro de 2019
CAMPANHA

Família de criança com paralisia cerebral faz 'vaquinha' para pagar tratamento

Campanha lançada nas redes sociais espera arrecadar, até setembro, R$ 20 mil para as cirurgias do pequeno ‘Waldinho’



50571673_1255896744576541_1780310780810362880_n_37D42FB1-84A8-469F-A8DA-0B94360061AF.jpg Foto: Reprodução / Facebook
09/08/2019 às 18:04

A doação de dinheiro por meio de campanhas na internet foi o recurso encontrado pela família do pequeno Walderleydson Silva, de 5 anos de idade, para auxiliar no tratamento da criança que tem paralisia cerebral. Com a ajuda de amigos, eles lançaram no site ‘vakinha.com’ uma campanha para arrecadar R$ 20 mil até o mês de setembro, quando a criança completa 6 anos de vida.

O ‘Waldinho’, como é carinhosamente chamado pelos amigos, é morador do bairro Santa Etelvina, Zona Oeste de Manaus. Desde os três meses possui a síndrome de whesther, que afeta a formação dos movimentos do corpo e atrofia o desenvolvimento da coordenação motora, levando ao quadro de paralisia cerebral. 

“Fizemos a vakinha virtual para nos ajudar a pagar o tratamento que o Waldinho necessita”, afirma o vendedor de bombons Walldecy Silva, pai da criança, que desde 2017 tenta, sem sucesso, realizar as cirurgias de aplicação de botox nos joelhos, no calcanhar e na virilha de Waldinho, em hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Temos um gasto muito alto do qual não conseguimos arcar sem a presença da dificuldade. Ele faz uso constante de fraldas descartáveis, produtos de higiene, e o alimento só pode ser líquido ou pastoso”, diz Walldecy.

Feijoada após aniversário

A família realizou uma feijoada beneficente na última semana para arrecadar recursos, no entanto, poucas pessoas compareceram. O evento então foi remarcado para o dia 8 de setembro, quando ‘Waldinho’ completa 6 anos de idade.

A feijoada será realizada no domingo, 8 de Setembro, à partir das 10h, no Residencial Manauara 1, localizado no bairro Santa Etelvina, na Zona Oeste da capital. Para acessar a vakinha para doação, clique aqui. Interessados podem entrar em contato com a família por meio dos números (92) 98197-3545 ou (92) 98107-0300. 

Síndrome de whesther

A paralisia cerebral (síndrome de whesther) é classificada por uma rara lesão no cérebro, que acomete duas em cada mil crianças nascidas vivas em todo o mundo, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). 

Caracterizada como a causa mais comum de deficiências graves na primeira infância, essa lesão irreversível pode atingir bebês desde o momento da concepção até os dois anos de idade. 

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.