Publicidade
Manaus
TERROR

Família de policial civil aposentado é feita refém e tem bens roubados no Novo Aleixo

A família avalia um prejuízo de pelo menos R$ 200 mil entre itens domiciliares, joias, objetos de valor e o carro levado por um trio de assaltantes 26/03/2017 às 21:14
Show 5464
(Foto: Márcio Silva)
Isabelle Valois Manaus (AM)

A família do policial civil aposentado Etelvino Maciel de Menezes Neto, 48, foi rendida e feita de refém por três homens durante um assalto ocorrido no início da tarde deste domingo (26) dentro da própria casa localizado na rua Jataizinho, bairro Novo Aleixo, Zona Norte de Manaus. A família avalia um prejuízo de pelo menos R$ 200 mil entre itens domiciliares, joias, objetos de valor e o carro levado pelos suspeitos.

Conforme o policial, por volta das 15h, o genro que mora duas casas antes do ocorrido, avistou o momento no qual um dos suspeitos pulava a casa do de Etelvino. Assustado, o genro do policial pegou o telefone para ligar e avisar o restante da família quando um dos suspeitos percebeu a presença do rapaz. “Ele entrou pra casa e conseguiu avisar a minha esposa e disse que os suspeitos estavam tentando invadir a casa deles. Foi quando abri o portão, saí pra rua e dei de cara com os três. Cheguei a chamar atenção deles foi quando eles se viraram e apontaram a arma em minha direção”, contou Etelvino.

Na mira das duas armas dos suspeitos, Etelvino retornou para casa e foi colocado de joelhos no meio da sala. Além dele, mais sete adultos se encontraram na residência e também foram feitos de reféns. “Além de nós, tinha ainda mais três crianças. Eles também as colocaram de joelhos. Foi horrível, os meninos choravam e meu medo era que algo pior pudesse vir ocorrer”, disse.

Enquanto um dos suspeitos vigiava a família os demais vasculhavam por jóias e bens materiais. “Um deles me perguntou se alguém mais iria chegar, e avisei que esperava a visita de mais três pessoas, por conta disso, eles começaram a ficar agitados para irem embora. Minha preocupação era as crianças. Tinha medo por eles”, reforçou.

Antes de irem embora os suspeitos retiraram as cobertas das camas e jogaram em cima da família ajoelhada. “Eles pegaram a chave do meu carro, quebraram o portão e foram embora”. Conforme o policial aposentado, os três suspeitos estavam bem vestidos e de cara limpa. “Nunca passaria na minha cabeça que aqueles três fariam algo como fizeram com a minha família. Acredito que eles já vinham organizando este assalto há um bom tempo”, comentou.

Até o momento o veículo da família uma S10 branca de placas PHE 1535 levada durante o assalto ainda não foi encontrado. A família registrou o caso da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd). Por enquanto nenhum dos suspeitos foi identificado ou preso.

Publicidade
Publicidade