Publicidade
Manaus
ALVORADA

Família de suspeito de estupro quer revogação de prisão preventiva, diz advogado

Valdeli foi capturado pela polícia no dia 27 de setembro após curtir mais de 30 fotos da mulher que teria estuprado 05/10/2017 às 12:28
Show cscs
(Foto: Divulgação)
Tiago Melo Manaus (AM)

A família de Valdeli da Silva Araújo, de 40 anos, acusado de roubar e estuprar uma mulher de 33 anos no dia 27 de setembro, vai entrar com um pedido de revogação da prisão preventiva do auxiliar de serviços gerais, que encontra-se preso no Centro de Detenção Provisória (CDP). As informações são do advogado de defesa à frente do caso, Euler Carneiro.

Para o advogado, o depoimento da vítima é frágil e possui contradições. "No relato dela, os horários não batem. Na hora em que ela diz que foi abusada, Valdeli já estava no trabalho", afirmou o advogado, ressaltando que o inquérito ainda está sendo apurado.

De acordo com o advogado, a família de Valdeli acredita que ele esteja sendo confundido com outra pessoa. "A vítima forneceu um retrato falado muito superficial do agressor. Não há como precisar se foi o Valdeli, além de que ainda não tivemos o resultado do exame de corpo e delito", comentou.

O caso de Valdeli ganhou repercussão na época porque o mesmo teria sido encontrado pela polícia após ter curtido mais de 30 fotos da vítima no Facebook. "É muito fácil alguém criar uma conta falsa no nome de outra pessoa. Por isso pedimos uma perícia no Facebook para saber o IP do computador. Temos que verificar se a conta de fato é dele", disse o advogado.

Manifestação

Na tarde desta quinta-feira (5), por volta das 17h, mais de 50 pessoas, entre familiares e amigos de Valdeli, devem fazer uma manifestação na entrada do Manoa, no bairro Monte Sinai, na zona norte de Manaus. O objetivo, conforme a prima do suspeito, Agnes Sarah dos Santos, é mostrar para a sociedade que ele é inocente.

"Ele está sendo acusado por algo que não fez. Sabemos que ele é inocente e não é justo ele pagar por isso pelo resto da vida. Ele é uma pessoa tranquila, já passou por muitos aperreios e nunca precisou roubar, nem matar. Ele é um homem de família que sempre nos respeitou muito bem. Só queremos justiça, que as autoridades não coloquem um inocente na cadeia sem provas",  disse Agnes.

LEIA MAIS

Idoso é preso por estuprar adolescente de 12 anos na Cidade de Deus

Homem é preso após se masturbar dentro de ônibus e encostar pênis em passageira

Polícia faz buscas por homem suspeito de estuprar e roubar mulheres na Zona Norte

Publicidade
Publicidade