Terça-feira, 23 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Manaus

Família e amigos de Rodrigo Elias farão manifestação pedindo paz no trânsito e justiça, no dia 20

Motociclista foi morto após uma discussão no trânsito: Brayen Santana manobrou o veículo para cima de Rodrigo, que caiu, foi atropelado por outro carro e morreu no local na quarta (13); após se apresentar delegacia, Brayen foi solto


15/01/2016 às 17:42

Amigos e familiares de Rodrigo Elias Costa, 30, morto na última quarta-feira (13) após uma briga de trânsito, farão uma manifestação pacífica na próxima quarta-feira (20) no mesmo local do acidente, na avenida Maneca Marques, bairro Parque Dez, Zona Centro-Sul. Eles pedirão paz no trânsito e Justiça. 

O encontro está marcado para às 17h e segundo os organizadores, a intenção é evocar uma mensagem de paz chamar atenção do país inteiro para o caso. “Assim, queremos evitar que mais pessoas sintam a dor que todos estão sentindo e que outros assassinos como Bryen não saiam impunes de seus crimes”, escreveram os amigos, no evento criado no Facebook. 

O ponto de encontro será no Posto ATEM, na Avenida Maneca Marques. De lá, parentes e amigos seguirão para a missa de sétimo dia, na Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, ainda no Parque 10, Zona Centro-Sul. 

Motorista fugiu sem prestar socorro 

Segundo testemunhas, em certo trecho da rotatória do Mindu, no Parque Dez, Rodrigo Elias, também conhecido como ‘Panda', e Brayen Santana Siqueira, 22,  que conduzia um Fiat Siena, de placas JXK-4201, tiveram uma discussão.

Metros depois, ainda segundo as testemunhas, os dois envolvidos continuaram a briga, quando o condutor do Siena manobrou o carro para cima da motociclista, fazendo Rodrigo cair na pista e ser atropelado por outro veículo, um Fiat Uno de cor azul claro e de placas JWF-5209. Rodrigo não resistiu à colisão e morreu no local.

Na mesma tarde, após divulgação da placa do veículo, Bryen prestou depoimento e foi liberado para responder ao crime de trânsito em liberdade, mesmo indiciado por homicídio doloso.  

De acordo com o delegado Rafael Costa e Silva, titular do 23º Distrito Integrado de Polícia (DIP), o condutor se apresentou acompanhado de um advogado e, durante seu depoimento, afirmou que houve uma discussão no trânsito com Rodrigo, mas que ao persegui-lo não teve a intenção de matá-lo. No entanto, testemunhas afirmaram que, após o incidente, ele fugiu sem prestar socorro.

Rodrigo Elias era biólogo e deixou uma filha que completou um ano no dia de seu enterro.  

*Colaborou Marcela Moraes

publicidade
publicidade
Câmara Municipal deve criar comissão para defender Zona Franca de Manaus
Motoristas do Amazonas vão poder parcelar IPVA atrasado em até 12 vezes
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.