Segunda-feira, 16 de Dezembro de 2019
PROTESTO

Familiares de Flávio Rodrigues realizam manifestação e denunciam censura

Cerca de 30 pessoas estiveram em frente à sede da TV A Crítica na noite desta sexta-feira (15), dois dias após a Justiça determinar que o veículo de comunicação retirasse do ar links sobre o 'Caso Flávio'



15/11/2019 às 19:48

Familiares e amigos do engenheiro Flávio Rodrigues realizaram uma manifestação em frente à sede da TV A Crítica, localizada na Av. André Araujo, Zona Centro Sul da capital, na noite desta sexta-feira (15). Com palavras de ordem pedindo "Justiça", eles denunciam o que consideram "censura" do judiciário, que determinou que a TV A Crítica retirasse do ar links com comentários do apresentador Sikera Jr. sobre o 'Caso Flávio'

A liminar judicial atendeu um pedido da primeira-dama de Manaus, Elisabeth Valeiko. Foi na casa onde morava o filho dela, Alejandro Valeiko, que Flávio foi visto com vida pela última vez. Ele foi encontrado morto em uma área de mata no Tarumã, no dia 30 de setembro, após  participar de uma festa na casa de Alejandro, localizada no condomínio Passaredo, na Ponta Negra. Alejandro e outras quatro pessoas, incluindo um policial militar que prestava serviços de segurança para a Prefeitura de Manaus, estão presos por suspeita de envolvimento no caso

"Essa manifestação é em apoio à imprensa, que está também, assim como a família, reivindicando a verdade e a justiça. Nós só queremos a verdade dos fatos do que aconteceu. O meu irmão entrou vivo e saiu morto daquela casa", diz Aline Rodrigues, irmã de Flávio.

"Eu penso que é censura. É a lei da mordaça. Podem até tentar calar a imprensa, mas a família não vai se calar. Nós não aceitamos injustiça", disse Aline enquanto consolava a mãe de Flávio, Maria Irecê Rodrigues dos Santos.

Reconstituição marcada

A reconstituição das cenas que deram início ao "Caso Flávio" devem acontecer na próxima segunda-feira (18), às 16h, com ponto de partida na casa onde morava Alejandro Valeiko. 
Ele cumpre prisão temporária desde o dia 8 de outubro na sede da delegacia do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), na Zona Oeste da Capital.

Na reconstituição, os investigadores devem tentar refazer a ordem cronológica dos eventos que culminaram com a morte de Flávio. Atualmente presos, Alejandro Valeiko, Elielton Magno, Edvandro Júnior, Mayc Parede e Elizeu da Paz devem participar presencialmente desta etapa do inquérito. O crime está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) que sinalizou concluir o inquérito policial até o final deste mês.

Leia mais >> 'Caso Flávio' completa um mês em meio a dúvidas e depoimentos controversos



Repórter

Caso Flávio



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.