Publicidade
Manaus
crise nos presídios

Familiares são impedidos de levar comida a detentos do Compaj, em Manaus

Uma revista no CDPM teria sido o motivo do impedimento. Parentes reclamaram e enfrentaram sol e chuva, mas não tiveram sucesso até o início da tarde 12/01/2017 às 15:02 - Atualizado em 12/01/2017 às 15:17
Show whatsapp image 2017 01 12 at 12.46.14
Familiares ficaram aglomerados esperando a liberação da comida (Fotos: Márcio Silva)
Joana Queiroz Manaus (AM)

Aproximadamente 300 pessoas familiares de presos das unidades prisionais do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus, chegaram cedo para tentar levar alimentos para os detentos, mas não foram autorizados a deixar a comida até o meio-dia.

Policiais militares que faziam uma barreira na entrada do ramal que dá acesso às cadeias informavam que estava ocorrendo uma revista no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) e que somente pessoas autorizadas podiam passar, o que causou revolta no local.

Elas chegaram de ônibus, mototáxi, lotação e carros particulares com várias sacolas com alimentos. Houve até quem levasse carrinho de supermercado. Elas acreditam que seus familiares estão passando fome.

"Isso é palhaçada" reclamava um homem que identificou-se como "Raimundo" . Ele disse que foi levar alimento para um filho que está preso ali, mas que não estava conseguindo entrar.

Para eles a Secretaria de Administração Penitenciário (Seap) deveria informar que a entrada de alimentos estava proibida. Enquanto isso, os parentes, em sua maioria mulheres, permaneceu no local enfrentando sol e chuva.

Publicidade
Publicidade