Publicidade
Manaus
Manaus

Famílias aproveitam as altas temperaturas para se refrescar em balneários no rio Negro

Balneários ao longo das rodovias BR-174, AM-010 e AM-070 também foram alternativas para quem quis entrar em contato com a natureza 09/08/2015 às 19:17
Show 1
Praias às margens do rio Negro sãos as opçõs de lazer para o manauense
luana carvalho ---

No auge do verão amazônico, os termômetros chegam a marcar até 40 graus de temperatura em Manaus. Para fugir do calor intenso do final de semana, muitas famílias procuraram se refrescar nas praias, que mesmo sem muita areia, continuam atraindo os visitantes. Balneários ao longo das rodovias BR-174, AM-010 e AM-070 também foram alternativas para quem quis entrar em contato com a natureza.

Só na manhã deste domingo (9), pelos menos dois mil carros passaram pela barreira da Polícia Militar (que liga Manaus às rodovias BR-174 e AM-010). “O movimento está muito intenso nas duas pistas. Tem carro saindo o tempo todo”, contou a sargento Telma, da PM. No sábado, segundo ela, aproximadamente três mil carros saíram da capital.

 Na Marina do Davi, onde lanchas saem com destino às praias da Lua, do Tupé, e comunidades do rio negro, pelo menos 1,5 mil pessoas embarcaram na manhã de domingo. Até à praia da lua, a passagem custa R$ 6. Para a praia do Gerivaldo, R$ 7. Já para o Tupé, custa R$ 15 por pessoa.

“Além disso existem outras comunidades com muitos sítios e igarapés para tomar banho. As pessoas estão procurando cada vez mais as comunidades do rio Negro para descansar e se refrescar”, contou o presidente da Cooperativa dos Profissionais de Transporte Fluvial da Marina do Davi, Adelson Pereira.

De acordo com ele, o movimento deu uma melhorada há duas semanas. No local, também há saídas para as comunidades Nossa Senhora de Fátima, do Livramento, do Ebenezer, Julião, São Sebastião e comunidade do Abelha, onde os visitantes podem encontrar igarapés e flutuantes para tomar banho de rio.

O operador de empilhadeira Elder Cleiton, 37, a esposa Marcilene, 36, e a filha Evellyn, 16, resolveram ir pra praia da Lua comemorar o Dia dos Pais e curtir a folga de domingo. “É a segunda vez que estamos indo. Acho uma alternativa boa para quem quer sair da cidade e aproveitar o sol”, conta.

Mesmo com apenas dois metros de praia, para o vendedor Pedro Santos, 36,  esta é a melhor época do ano “As crianças ficam mais perto da gente. As águas ficam mais limpas. Eu acho maravilhoso”, conta. A esposa dele, Gilsete, acha o passeio agradável e de baixo custo. “Como não tem muitas opções em Manaus, a gente sempre vem pra praia, pois além de não ser tão caro, dá para nossos filhos se divertirem e fugimos do calor”, completou.

Praia da Lua

Dona da barraca da Paulista, Ozanir Pedrosa está contente com o movimento. Ela trabalha há 12 anos na praia da Lua e resolveu adaptar a barraca para continuar trabalhando seja na cheia, ou na vazante do rio Negro.

Publicidade
Publicidade