Publicidade
Manaus
Manaus

Fapeam oferece qualificação profissional para engenheiros do segmento naval

A ação pretende alavancar os esforços para o Polo Naval amazonense, e assim tornar o mercado local mais competitivo 27/08/2013 às 08:20
Show 1
A Secti busca soluções para estimular a qualificação de engenheiros que desejam ingressar nesse setor
A Crítica Manaus, AM

A escassez de profissionais na área do setor naval motivou a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Amazonas (Secti) a buscar soluções para estimular a qualificação de engenheiros que desejam ingressar nesse setor.

Para contribuir na melhoria desses indicadores, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) recebe até o dia 16 de outubro inscrições de engenheiros que queiram dar continuidade aos estudos na área naval.

De acordo com o edital 023/2013 de fomento ao Programa de Apoio à Formação de Recursos Humanos Pós-Graduados em Engenharia Naval do Estado do Amazonas (RH-Naval), mais de R$ 3 milhões serão destinados para atender à demanda de mão de obra  do setor naval, através de programas de pós-graduação Stricto Sensu no Brasil, reconhecidos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Serão oferecidas 20 bolsas de mestrado e 10 de doutorado. A ação pretende alavancar os esforços para o Polo Naval amazonense, e assim tornar o mercado local mais competitivo. Os resultados da iniciativa são para médio e longo prazo.

O secretário de Ciência, Tecnologia e Informação (CT&I), Odenildo Sena,  ressaltou a importância do investimento para a região em virtude dos fluxos fluviais existentes e da ampliação do conhecimento, necessidade crucial para o desenvolvimento do Estado. “Não temos aqui no Amazonas nenhum doutor em engenharia naval, o que é um paradoxo, porque as nossas estradas são os rios, nossa principal fonte de comunicação com o interior”, afirmou Sena. O esforço feito pelo Estado, por meio do Sistema Estadual de CT&I, é também uma estratégia para estimular o crescimento de novas áreas de atuação no Estado.

Como Participar

Para concorrer às bolsas, os candidatos precisam atender a requisitos básicos como ser brasileiro ou naturalizado. Quando estrangeiro, ter visto permanente e residir há mais de cinco anos no Estado. Além de estar cadastrado no sistema de Currículo Lattes do CNPq e no Cadastro de Pesquisadores da Fapeam.

O candidato precisa estar regularmente matriculado ou ter sido selecionado em curso de Pós-Graduação stricto sensu, credenciado pela Capes para realização de curso na área de Engenharia Naval. Mais informações estão disponíveis no edital, no site da Fapeam (www.fapeam.am.gov.br).

Publicidade
Publicidade