Publicidade
Manaus
Manaus

Fé e emoção marcam procissão da padroeira do Amazonas pelas ruas do Centro de Manaus

Nesta segunda-feira (8), é comemorado o dia da Nossa Senhora da Conceição, padroeira do Estado e também de sua capital. Comemoração arrastou milhares para as vias da região central, numa linda festa religiosa 08/12/2014 às 19:34
Show 1
Padroeira de Manaus e do Amazonas, Nossa Senhora da Conceição é celebrado com programação especial na Igreja da Matriz, no Centro de Manaus
Nelson Brilhante Manaus (AM)

CONFIRA GALERIA DE IMAGENS

Na tarde desta segunda-feira (8), uma multidão tomou conta da Catedral Metropolitana de Manaus e arredores durante a mais pura manifestação de fé e devoção a Nossa Senhora da Conceição, padroeira do Amazonas. Depois de um dia inteiro de celebrações, um cortejo gigantesco acompanhou a imagem da santa na tradicional procissão pela avenidas Sete de Setembro e Joaquim Nabuco, retornando pela rua 10 de Julho até a avenida Eduardo Ribeiro, onde foi rezada uma missa campal, celebrada pelo arcebispo de Manaus Dom Sérgio Castriani.

Na saída da Catedral, a imagem foi recepcionada por uma chuva de pétalas de rosas, além de receber uma salva de fogos de artifício e muitos aplausos. Em todo o trajeto da procissão, a comunidade católica do Amazonas demonstrou sua devoção à padroeira, entoando cânticos, orações e agradecimentos a bênçãos recebidas.

Vítima de paralisia cerebral e tetraplégica, Elisa Moura da Silva, de 16 anos, não perde uma procissão de Nossa Senhora da Conceição. Seu pai, Márcio Eliseo da Silva, de 51, que mora no quilômetro 41 da rodovia BR-174 (estrada que liga Manaus a Boa Vista, em Roraima) disse que, mesmo sem falar, ela fez primeira comunhão e catequese durante um ano. “Ela nunca falou, mas entende tudo e há quatro anos acompanha a procissão na cadeira de rodas, se emocionando muito. A gente sabe da dificuldade dela ser uma pessoa normal, mas não deixamos de pedir à nossa mãe que a proteja”, disse Silva.


“Esta é a festa mariana mais importante da Igreja de Manaus. É a celebração da nossa padroeira, por isso comemoramos com muitos louvores a Maria, a nossa mãe”, disse o Pe. Charles Cunha, pároco da Catedral Metropolitana de Manaus.

O Arcebispo de Manaus, Dom Sérgio Castriani presidiu toda a celebração que culminou com a missa campal num palco montado no início da avenida Eduardo Ribeiro. Ele falou da importância de Nossa Senhora da Conceição para o povo católico e em especial o amazonense. “Maria é a cheia de graça, aquela que foi escolhida para ser a mãe de Jesus. A saudação do anjo, descrita em São Lucas, dá a dimensão do mistério. ‘Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo’. Ela é venerada pela Igreja Católica sob muitos símbolos e o maior deles é Conceição”, esclareceu Castriani.

O arcebispo conclui desejando que o amazonense seja mais dócil e fraterno, pela ação da graça de Maria.


Carmelitas

Conta-se que a devoção à Nossa Senhora da Conceição data do início da igreja católica e a tradição foi trazida para o Amazonas no século XVII pelos carmelitas, que construíram a primeira igreja da região no local onde hoje está situada a Matriz. Talvez por isso, ela tenha se transformado na padroeira do Estado. A provissão do dia 8 de dezembro é uma festa que marca o início do ano litúrgico, tempo do Advento, iluminando o caminho da Igreja rumo ao Natal do Senhor.


Publicidade
Publicidade