Terça-feira, 17 de Setembro de 2019
Manaus

Fé renovada em Círio de Manaus

Ao longo de três semanas, missas e procissões marcam a data. A Paróquia Nossa Senhora de Nazaré, no bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul, também celebra os tradicionais festejos em alusão ao Círio de Nazaré



1.jpg Devoção, promessas e sacrifícios estão entre os atos dos fiéis que, todos os anos, acompanham o Círio, pelas ruas de Manaus. Este ano, os festejos vão do próximo sábado até o dia 27 de outubro
08/10/2013 às 07:25

No mês de outubro, Belém é marcada pela fé dos romeiros que celebram um dos maiores eventos católicos do País. O Círio de Nazaré é celebrado há mais de 200 anos pelas ruas centrais da capital do Pará e arrasta milhares de fiéis.

Em Manaus, neste mês, a Paróquia Nossa Senhora de Nazaré, no bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul, também celebra os tradicionais festejos em alusão ao Círio de Nazaré. A programação das atividades em homenagem à santa inicia no próximo sábado, com o tema “Maria, Missão e Fé”.

A cerimônia de abertura oficial do Círio em Manaus será realizada às 16h, na paróquia. Às 18h, o bispo auxiliar da Arquidiocese de Manaus, dom Mário Pasqualotto, celebrará uma missa. E às 19h, a imagem da Virgem de Nazaré será levada para o Santuário da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, bairro Praça 14, Zona Sul. A peregrinação até a chegada do Santuário passa pela avenida Mário Ypiranga Monteiro (antiga Recife), ruas São Luís, Major Gabriel e Tarumã.

No domingo (13), a programação segue logo cedo, às 6h30, com a celebração da missa no Santuário de Nossa Senhora de Fátima. No local, os devotos se concentrarão para a procissão do Círio, e sairão às 7h, por algumas ruas de Manaus, em direção à Praça Nossa Senhora de Nazaré.

A chegada dos fiéis católicos à praça está prevista para 9h. Em seguida, outra missa será celebrada pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Manaus, dom Mário Antônio. Também serão celebradas missas ao meio-dia, às 18h e às 19h30.

Próximos domingos

A programação do Círio de Nazaré, em Manaus, retorna no dia 19 de outubro, com a procissão das Crianças e Jovens, às 16h. Às 19h, haverá a celebração de missa também na Paróquia Nossa Senhora de Nazaré. No dia 20, a missa dos Enfermos e Anciãos será celebrada às 8h, seguida pela celebração da missa dos Jovens e das Famílias, às 11h. Também serão celebradas missas às 18h e às 19h30.

No dia 26, será celebrada apenas uma missa, às 19h. A programação do Círio de Nazaré, em Manaus, encerra no dia 27. Neste dia, as atividades iniciam às 8h, com a celebração de missa e às 11h será celebrada a missa dos Jovens e das Famílias.

A partir das 17h30, os fiéis católicos sairão em procissão pelas ruas do bairro Adrianópolis. Ao final, o arcebispo de Manaus, dom Sérgio Castriani, celebrará a missa de coroação de Nossa Senhora de Nazaré. Às 20h, a programação do Círio de Nazaré 2013, na capital amazonense, encerra com um arraial.

Tradição católica tem mais de 200 anos

O Círio de Nazaré é celebrado desde 1793 em Belém do Pará e atrai milhares de fiéis para as principais ruas da cidade. O auge da festa ocorrerá no segundo domingo de outubro, dia 13, quando a imagem da Virgem de Nazaré será levada da Catedral Metropolitana, em grande procissão pelas principais ruas de Belém, até a Praça Santuário de Nazaré.

No local, a imagem da Virgem fica exposta para veneração dos fiéis durante 15 dias, período chamado de quadra nazarena. O percurso é de 3,6 quilômetros e já chegou a ser percorrido em nove horas e quinze minutos, como ocorreu no ano de 2004, no mais longo Círio de toda a história.

De acordo com a organização do evento, o domingo do Círio começa com a celebração de uma missa em frente à Catedral Metropolitana de Belém, a Catedral da Sé, às 5h30. Ao término da missa, às 6h30, é iniciada a procissão que percorre as ruas e avenidas de Belém até a Praça Santuário de Nazaré.

Devoção atravessou continentes

Foi em Portugal que se iniciou a devoção a Nossa Senhora de Nazaré. A imagem original da Virgem, esculpida por São José, pertencia ao Mosteiro de Caulina, na Espanha, e teria saído da cidade de Nazaré, em Israel, no ano de 361.

Em decorrência de uma batalha, a imagem foi levada para Portugal, onde, por muito tempo, ficou escondida no Pico de São Bartolomeu. Só em 1119, a imagem foi encontrada. A partir daí muitas pessoas começaram a venerar a Santa. Desde então, muitos milagres foram atribuídos a ela.

No Pará, foi um homem chamado Plácido José de Souza que encontrou, em 1700, às margens do igarapé Murutucú (onde hoje se encontra a Basílica Santuário), uma pequena imagem da Senhora de Nazaré. Plácido teria levado a imagem para a sua choupana e, no outro dia, ela não estaria mais lá. Correu ao local do achado e lá estava a Santa. O fato teria se repetido outras vezes até a imagem ser enviada ao Palácio do Governo. No local onde achou a imagem da Santa, Plácido José construiu uma pequena capela.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.