Publicidade
Manaus
Centro de referência

Fundação Estadual do Índio inaugura ‘ExpoInd’ na sexta-feira, em Manaus

Novo espaço destinado às populações indígenas será inaugurado no terreno onde funcionava a ‘Expoagro’ 13/12/2016 às 05:00
Show raimundo atroari lima
Raimundo Atroari, da FEI, disse que local será um centro de referência (Antônio Lima)
Kelly Melo Manaus (AM)

A Fundação Estadual do Índio (FEI) vai inaugurar, na próxima sexta-feira, um espaço para promover a cultura indígena na capital, na avenida Torquato Tapajós (na antiga Expoagro). O projeto é o pontapé inicial do que deve se tornar um Centro de Referencia Indígena até abril de 2017. 

Inicialmente, a ExpoInd Amazonas reunirá  várias manifestações artísticas, de medicina tradicional, culinária e até rituais de pelo menos 65 etnias de todo o Estado. “É uma forma de ajudar com que esses povos se desenvolvam aqui dentro da capital e tenham como gerar renda. Também será uma forma de promover a cultura dessas etnias”, explicou o diretor-presidente da FEI, Raimundo Atroari. 

Segundo Atroari, a ideia é que a exposição seja permanente para garantir que as famílias indígenas vendam seus produtos e tenham contato direto com a população. “É um trabalho interessante porque não existe atravessador nesse caso. O visitante irá falar diretamente com o produtor e comprar um produto que é genuinamente indígena”, afirmou. 

A ExpoInd será realizada no mesmo espaço onde era realizada a Expoagro. De acordo com a FEI,  o espaço vai contar com artesanato, música, dança, esporte, gastronomia, medicina tradicional, rituais e outras manifestações culturais dos povos indígenas. 

Entre as famílias indígenas beneficiadas pelo projeto estão os povos Tikuna, Sateré-Mawe, Miranha, Mura, Tukano, Kokama, Munduruku, Wanana, Maragua, Kambeba, Dessana, Apurinã, Baré, dentre outros. 

Centro de referência

Um segundo passo do projeto, conforme o diretor-presidente da FEI, é transformar o local em um Centro de Referência Indígena, onde será construído um museu indígena, um centro esportivo voltado ao incentivo de equipes compostas pelos povos indígenas. 

“O importante é darmos o pontapé inicial deste grande projeto e irmos, cada vez mais estruturados, construindo um centro de referência para disseminar a cultura viva dos nossos povos”, destacou Raimundo Atroari. 

O Centro de Referência deve ser inaugurado até abril de 2017. “O marco vai ser no dia do índio, 19 de abril, para comemorar a data em um espaço onde possamos ter a história e a cultura dos povos indígenas contada por eles mesmo”, frisou Atroari. 


 

Publicidade
Publicidade