Sábado, 05 de Dezembro de 2020
Críticas

Feirantes criticam falta de energia e água na 'Feira da Zona Leste'

Área entregue a permissionários da antiga feira do Mutirão, pela Prefeitura de Manaus, acumula críticas de falta de estrutura adequada



121028098_10224223969851463_3879444206797117702_o_98EC80FB-6D8B-4B08-BE8C-F379E69583C5.jpg Foto: Iago Albuquerque
07/10/2020 às 20:30

Bastante conhecida na rua Itaeté, no bairro amazonino Mendes Zona Norte de Manaus, a Feira do Mutirão está quase toda desativada, porém depois de quatro anos de reinvidicações , a feira ganha um novo espaço e também um novo nome. Ela será chamada de "Feira da Zona Leste", e vai ficar localizada entre a rua José Francisco e a Avenida das Flores, entre os bairros Novo Aleixo e Tancredo Neves.

O local, segundo a prefeitura de Manaus, foi colocado à disposição de 80 feirantes devido às obras de revitalização. Mas o que chama a atenção das pessoas que passam pelo local é a construção,de inúmeros boxes e bancas sendo construídos pelos próprios feirantes. A a equipe de A Crítica  foi até o local e conversou com o vice-presidente da feira, Elenilson Oliveira.



Essa é uma feira atípica, ou seja, construída pelos próprios permissionários", segundo ele, esse é um local que foi feito terraplanagem, e doado pela governo do Estado para a prefeitura ceder aos feirantes. Ele afirma também que o próprio prefeito Artur Virgílio Neto (PSDB) foi até o local e disse que doava o terreno e as telhas, porém a construção dos boxes ficava por conta dos feirantes.

Mesmo em fase de construção, alguns feirantes já estão trabalhando no local, como é o caso da dona Mirian Santos, 59, que trabalhou há 15 anos na Feira do Mutirão e já está há dois meses nesse novo local. Segundo ela está sendo muito difícil. "Eu sempre trabalhei em feira e criei meus cinco filhos trabalhando duramente. Mas aqui está difícil. Não tem água e nem energia e ainda trabalho com comidas e, sem água, fica complicado para mim e os colegas que trabalham com peixe".

A presidente da feira, Kelly Uchôa de Castro,  disse que no total são 530 espaços entre boxes e banca. E que foi feita a solicitação da Amazonas Energia e da Água de Manaus para fazer o levantamento.

News edinelson castro 68c1b91b 4c11 46af a688 37aeecc147f7
Repórter
Jornalista formado pela Faculdade UniNorte em 2018. Atualmente trabalha como repórter do portal acritica.com

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.