Publicidade
Manaus
Manaus

Feirantes do Mercado Municipal recebem diploma e prometem vencer barreiras do idioma

A professora Ana Sofia Gouveia, explicou que a proposta era ensinar algumas palavras básicas de cumprimento, preço e produtos  12/10/2013 às 19:09
Show 1
Falar “good morning” seu Almindo Soares Leite, 67, arrisca e acerta
Ana Celia Ossame Manaus, AM

José Francisco da Costa, 85, confessa não sabe dizer bem uma palavra em inglês das que foram ensinadas nas aulas dadas aos permissionários do Mercado Adolpho Lisboa, mas não perdeu um só momento dos vários cursos ministrados pela Prefeitura de Manaus na capacitação visando a reabertura do mercado, que vai acontecer no próximo dia 24, dia do aniversário da cidade. “Aprendi muitas coisas, principalmente na área do meio ambiente e isso sei dizer”, explicou ele, que há quase 60 anos trabalha no mercado vendendo artesanato.

Ao receber, na última sexta-feira, o diploma de conclusão do curso de Noções de Inglês, ministrado pela Escola de Serviço Público Municipal (Espi) aos 183 permissionários e alguns familiares que os acompanham, José era só felicidade. “Não sei falar inglês, mas sei atender e muito bem”, gabou-se, na sabedoria de quem só fez isso durante quase toda a vida. Casado, pai de sete filhos dos quais dois o ajudam na banca, José disse ter estudado até a quarta série do antigo primeiro grau, hoje ensino fundamental. Por isso não achou fácil estudar inglês, mas ficou admirado com as informações dos cursos de Noções de Tratamento de Resíduos Sólidos. “Aprendi que temos que cuidar dessas coisas para evitar piorar o meio onde vivemos”, assegurou ele, brincando com as aulas destinadas a melhorar o atendimento aos clientes. “Fiz isso a vida toda, se melhorar estraga”, acrescentou.

Saudação

Marinete Ferreira Barbosa, 70, que há 23 trabalha no mercado ocupando a banca que vende armarinhos, herdada do marido, já falecido, também não vê a hora de voltar para o seu posto.  Segundo ela, foi bom poder participar dos cursos e ela não deixou nada a desejar. Gostou de todas as aulas, principalmente a de noções de empreendimentos e apesar da dificuldade com o inglês, sabe que isso não atrapalhará no atendimento, pois tem um filho que a ajuda de vez em quando e ele poderá melhor atender a um turista.

O que a alegra mesmo é poder voltar ao conforto merecido do boxe, depois de tantos anos trabalhando no improviso. “Até que enfim olharam para a gente e vamos poder voltar”, afirmou.

Inglês, atendimento e noções de higiene nas aulas

Falar “good morning”  seu Almindo Soares Leite, 67, arrisca e acerta. Feirante da área de peixes, tem na lista de clientes nomes como o escritor Mário Ypiranga Monteiro, a escritora Chloe Loureiro, ex-senadora Eunice Michiles, Marly Neves a família Antony, entre outros, que deixaram de  frequentar o mercado. Alguns não voltarão, ele sabe, mas espera que os dispostos a retornarem possam reviver bons momentos no mercadão, como é conhecido o Adolpho Lisboa. Almindo gostou das aulas e quer mesmo voltar a trabalhar no ponto de sempre.

Nas aulas, ministradas nas dependências do Colégio Dom Bosco, Centro de Manaus, a professora de inglês, Ana Sofia Gouveia, explicou que a proposta era ensinar algumas palavras básicasde cumprimento, preço, produtos etc. Como o tempo era curto, não dava para aprofundamentos e nem era esse o propósito, mas o importante foi a participação ativa dos permissionários.

Cursos

Os permissionários fizeram cursos de Atendimento ao Cliente, Gestão de Negócios,Noções de Tratamento de Resíduos Sólidos, Manipulação de Alimentos e Noções de Higiene, além do de Inglês encerrado na última sexta-feira. Foram sete anos e seis meses entre obras e embargos e mais de R$ 17 milhões gastos na recuperação do mercado. Além dos feirantes do Mercado Adolpho Lisboa, o Programa de Capacitação em Inglês para Permissionários de Feiras e Mercados vai preparar os feirantes para o atendimento a turistas, durante a Copa de Futebol de 2014. Neste ano, já foram treinados os trabalhadores do Adolpho Lisboa e das feiras do Parque 10 e Alvorada 1, na Zona Centro-Oeste.  

Publicidade
Publicidade