Terça-feira, 16 de Julho de 2019
cidade nova

Feirantes prometem resistir à desocupação de feira irregular, que existe há duas décadas

Prefeitura de Manaus deve cumprir nesta quinta-feira (15) ordem de desocupação. 'Não estamos nos negando a sair, mas também não é tão simples assim', diz uma das trabalhadoras afetadas



sdfsdfg.JPG Feirantes pedem mais tempo para sair e uma alternativa para manter o negócio. Foto: Euzivaldo Queiroz
15/12/2016 às 05:00

Os feirantes que trabalham na avenida Bispo Pedro Mata, nas proximidades do shopping Sumaúma, bairro Cidade Nova, Zona Norte, prometem fechar a avenida Noel Nutels hoje à tarde para  protestar contra a decisão da Prefeitura de Manaus de fazer hoje a desocupação do espaço que ocupam há 20 anos.

Nesta quinta-feira (15), vence o prazo de 72 horas dado na ordem de desocupação entregue aos feirantes por fiscais do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) e da Subsecretaria Municipal de Feiras e Mercados (Subsempab).

Os feirantes receberam os fiscais na última segunda-feira. Conforme uma das feirantes notificada Nilda Freitas, a ordem de desocupação  foi uma surpresa, principalmente pelo fato de trabalhar há mais de 15 anos com a venda neste local e nunca conseguir um retorno da prefeitura nas várias vezes que a procurou para regularizar o ponto de trabalho.

“Procuramos várias vezes regularizar a situação dos boxes, mas nunca fomos atendidos. Depois de trabalhar há anos neste mesmo local, me aparece fiscais da prefeitura ordenando a nossa retirada sem ao menos nos apresentar qualquer solução, pois aqui há 31 boxes que sustentam famílias, não é tão simples assim, notificar e termos que cumprir”, afirmou Nilda Freitas.

Conforme os feirantes, eles não estão se negando a sair, porém pedem uma alternativa para a prefeitura. “Precisamos dar continuidade as nossas atividades, pois é deste trabalho que sustentamos às nossas famílias e outras famílias também são sustentadas, pois há boxes que os proprietários contratam funcionários. Não estamos nos negando a sair, mas também não é tão simples assim, chegar e dizer para sairmos sem termos mais nada. Aqui estamos trabalhando, ganhamos dinheiro com o nosso suor. Caso forem nos punir desse jeito, iremos fechar a Noel Nutels, para que a sociedade veja o que a prefeitura faz com o povo trabalhador”, reforçou Nilda  Freitas.

Ordem judicial

A Subsecretaria Municipal de Feiras e Mercados informou que desocupação dos boxes é cumprimento de uma ordem judicial. Conforme a subsecretaria, a Procuradoria Geral do Município (PGM) recorreu da sentença, mas foi negado, ficando uma multa diária de R$ 5 mil diária pra prefeitura se não executar o pedido.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.