Publicidade
Manaus
MELHOR PREÇO

Feiras populares em shoppings e bairros oferecem produtos até 70% mais baratos

Em Manaus, 11 lugares estão disponíveis para você encher sua sacola de produtos com “precinhos camaradas” 02/05/2018 às 04:13 - Atualizado em 02/05/2018 às 07:05
Show feiras
Feira de produtos regionais que fica no primeiro piso do Shopping Grande Circular. Foto: Evandro Seixas
Tainá Benevides Manaus (AM)

Fazer feira ficou mais fácil e prático do que se imagina, além de barato. Frutas, verduras e hortaliças “fresquinhas” podem ser compradas diretamente do agricultor nas feiras populares não convencionais, gerando mais economia ao consumidor. Em Manaus, 11 lugares estão disponíveis para você encher sua sacola de produtos com “precinhos camaradas”, inclusive em vários shoppings da cidade. 

A reportagem encontrou, por exemplo, maracujá do mato a preço de R$ 2 no Shopping Grande Circular, na Zona Leste de Manaus. Comparado aos preços da fruta vendida também nos semáforos, o produto pode chegar até R$ 10. O gerente do Departamento Agropecuário e Pesqueiro da ADS, Heitor Liberato, explicou que os preços variam de “10% a 70% dependendo do produto”. Exemplo do pimentão colorido que nas feiras custa em média R$12 (o quilo), enquanto nos supermercados o preço médio é R$ 25. A expectativa é que as feiras gerem lucro de R$ 25 milhões em 2018. 

No shopping e bairros

As feiras estão disponíveis em quatro centros de compras divididos em três zonas da capital: Ponta Negra, Zona Centro-Oeste; Sumaúma e Via Norte, ambos na Zona Norte; e Grande Circular, na Zona Leste. Mas, se você prefere lugares ao ar livre, as pedidas são Cassam, no bairro Crespo, Zona Sul; Vitello, no Cidade Nova, na Zona Norte; Comando Geral, no Petrópolis, Zona Sul; e também no Incra, no Aleixo, Zona Sul.

O consumidor Marcelo Ferreira frequenta a feira dentro do shopping da Zona Leste de Manaus desde que foi inaugurado. Ele deixou de comprar alguns produtos em supermercados e garante que sentiu economia. “Desde quando começou essa feira eu tenho vindo. Eu senti uma grande economia dentro de casa”, apontou.

Outra consumidora é a autônoma Kátia Cassiano. “Eu prefiro essas feiras por conta de segurança alimentar. Apesar de supermercado terem mais opções não sabemos ao certo a procedência do produto”, explicou. A produtora rural Ana Maria Santos traz os seus produtos orgânicos do sítio localizado na AM-010, quilômetro 12 km (estrada que liga Manaus ao município de Itacoatiara).  Ela vende castanha, cacau, limão banana, abricó dentre outros na feira do Incra. As feiras a ajudaram a escoar os alimentos e gerar renda para a familiar. “Tudo que eu planto consigo vender. Meus clientes vêm aumentando a cada dia”, garante.

Publicidade
Publicidade