Publicidade
Manaus
Manaus

Festival Marquesiano inicia sua 43° edição nesta sexta-feira (19)

Festival terá quadrilhas, danças e comidas típicas até domingo, na tradicional festa do bairro São Raimundo 19/06/2015 às 09:20
Show 1
Ao todo, quase 50 grupos de danças típicas e quadrilhas participam da triagem, buscando uma vaga para se apresentarem no tradicional festival folclórico da escola estadual Marquês de Santa Cruz, no bairro São Raimundo, Zona Oeste
Isabelle Valois ---

Com o tema “Dança, Arte e Cultura”, a escola Estadual Marquês de Santa Cruz, localizada no bairro São Raimundo, Zona Oeste, realiza hoje, amanhã e domingo a 43º edição do tradicional Festival Marquesiano, com disputa de danças internacionais, barracas com comidas típicas e muita diversão para comunidade e o público que for prestigiar o evento.

Como em todos os anos, o festival é organizado pela coordenação da escola Marquês de Santa Cruz, com apoio da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), da comunidade e dos alunos que se envolvem no festival e são responsáveis por fazer a abertura de cada edição.

De acordo com a pedagoga da escola, Soraya Rocha, por causa da tradição, coordenadores de danças típicas começam a cobrar, desde o início de maio, o edital do festival. Ao todo, são quase 50 grupos de dança que participam da triagem, um mês antes do festival. “A preparação inicia junto com o ano letivo. A coordenação prepara o edital, seleciona os primeiros jurados que vão participar da triagem e, se atrasar algo, a comunidade e público começam a cobrar”, contou a pedagoga.

Os grupos de dança se inscrevem, participam da triagem e são avaliados pelos jurados, que apresentam à coordenação uma planilha informando quais grupos vão participar da edição do festival.

“Garantimos um bonito festival para quem vem prestigiar. Boa parte desses grupos que participam da competição se apresentam todos os anos no Marquesiano, e sempre há uma novidade para o dia da apresentação”, disse.

Guloseimas

Além da tradicional disputa entre os grupos de dança, o festival disponibilizará um recheado cardápio de comidas típicas e guloseimas. Para as barracas, a coordenação também faz um processo de inscrição com os moradores da comunidade que desejam aproveitar a oportunidade para aumentar a renda.

A escola fica responsável por uma barraca e todo dinheiro arrecado na festa é investido na organização de passeios no período letivo para os alunos que se destacam nos estudos.

De acordo com a pedagoga, o evento é uma forma de valorizar a cultura na comunidade, além de promover o resgate e a preservação da tradição folclórica. “No festival, proporcionamos ao jovens que é um público maior, um contato mais amplo com as manifestações folclóricas, além do conhecimento destinado à música, dança e artes”, informou.

PROGRAMAÇÃO

Sexta-feira (19/06)

Abertura: Alunas da Escola Marques de Santa Cruz

Quadrilha Brotinhos de Petrópolis do Amanhã

Dança Portuguesa Império da Compensa

Quadrilha Furacão Mistura de Ritmos

Quadrilha Cômica Folia e Fuleragem

Quadrilha Cômica Escolinha na Roça

Dança Indiana Poona

Quadrilha Cômica Pirraça Folia

Sábado (20/06)

Abertura

Quadrilha Meu Reino na Roça

Apresentação das Rainhas

Companhia Artística Caracalla

Dança Portuguesa Rancho Vinho Verde

Apresentação das Rainhas

Dança Nacional Café do Ajuricaba

Dança Internacional CIAAD

Companhia de Artes Folclórica Líbia

Companhia Internacional al Karak

Dança Internacional Síria

Dança Internacional Caxemira

Domingo (21/06)

Abertura

Café da Redenção

Dança Gaúcha Rancho Manauara

Quadrilha Diva na Roça

Dança do Café 15 de outubro

Quadrilha Sansão e Dalila

Dança Internacional índia


Publicidade
Publicidade