Domingo, 18 de Agosto de 2019
SAÚDE PÚBLICA

Fiscalização aponta superlotação em maternidade; Susam confirma déficit

Secretaria de Saúde do Amazonas afirmou que medidas estão sendo adotadas desde o início do novo governo para minimizar o problema



balbina_mestrinho_1B19F83F-D192-490A-A40C-1500D42DC45E.JPG Foto: Divulgação
26/02/2019 às 21:11

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Amazonas (Cremam) denunciou, nesta terça-feira (26), a superlotação de recém-nascidos de neonatologia na Maternidade Balbina Mestrinho, na Zona Sul de Manaus. A Secretaria de Saúde do Amazonas (Susam) confirma que há um déficit de leitos nas maternidades do Estado, como já havia sido relatado pelo novo governo, mas que medidas estão sendo adotadas desde o início da atual gestão para minimizar o problema.

O presidente do Cremam, José Bernardes Sobrinho, afirmou que antes a maternidade possuía 15 leitos de UTI neo, mas o Ministério Público do Estado (MPE-AM) teria fechado cinco por apresentar condições inadequadas. “O problema só foi transferido, porque a maternidade foi obrigada a montar verdadeiras UTI’s nas de centro cirúrgico. No momento, funcionam 3 salas cirúrgicas, sendo uma delas ocupada por 4 recém-nascidos, que necessitam de cuidados especiais e a outra ocupada  com um recém- nascido em isolamento respiratório com suspeita de H1N1”, informou.

Por meio de nota, a Susam destacou que a informação que cinco leitos teriam sido fechados não procede. Segundo a pasta, a unidade foi recebida pela atual gestão com dois leitos de Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) bloqueados, por falta de equipamentos, e está trabalhando para reativá-los.

Ainda segundo a secretaria, outras medidas estão sendo adotadas nas maternidades do Amazonas, como reativação de 11 leitos de UTI neonatal e quatro de UTI materna na maternidade Ana Braga; 19 leitos da Ana Braga que estavam funcionando de forma precária estão sendo readequados com equipamentos para funcionar em conformidade com as normas exigidas pelo Ministério da Saúde; e cinco leitos de UTI pediátrica estão sendo abertos, esta semana, no Hospital e Pronto-Socorro da Zona Norte (Delphina Aziz).

A Susam informou também que dez leitos de UTI adulto foram inaugurados pelo governador Wilson Lima no HPS Zona Norte; no Hospital Francisca Mendes está sendo reativados três leitos de UTI pós-cirúrgica pediátrica e seis leitos de UTI pós-cirúrgica adulta, além de uma sala de cirurgia; e foi firmada parceria com a rede suplementar para a aquisição de leitos adultos e pediátricos em dois hospitais privados de Manaus.

De acordo com o presidente do Cremam, será marcada uma reunião com MPE-AM a respeito da situação. “Estamos numa fase inicial de doenças respiratórias, com necessidade de internações devido a Síndrome Respiratória Aguda e estes problemas só tendem a agravar, e, infelizmente, vidas poderão ser ceifadas”, disse.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.