Publicidade
Manaus
Manaus

Flagra: Peixes são transportados irregularmente por caminhão em Manaus

Os peixes foram colocados na carroceria do veículo, sem cobertura para evitar a contaminação do alimento proveniente da poeira e bactérias do ambiente e com os sacos de gelo ao lado do pescado 08/10/2013 às 13:07
Show 1
O transportador ou comerciante que for flagrado durante deslocamento, com produtos fora das medidas de transportes exigidas, será autuado e o produto apreendido
Bruna Souza Manaus (AM)

Um caminhão foi flagrado nesta terça-feira (8) transportando peixes de forma irregular e precária, sem refrigeração e procedimentos básico de higiene, pela equipe de reportagem de ACRITICA.COM. A imagem foi registrada no semáforo entre a rua Joaquim Gonzaga Pinheiro esquina e a avenida Senador Boulevard Álvaro Maia, na Zona Sul de Manaus.

O pescado, que poderia ser destinado à venda em feiras da cidade, deveria ser transportado em caminhões frigoríficos ou acondicionados em caixas de isopor. Porém, eles foram colocados na carroceria do veículo, de placas OAF-9510, sem cobertura para evitar a contaminação do alimento proveniente da poeira e bactérias do ambiente e com os sacos de gelo ao lado do pescado.

De acordo com a fiscal agropecuária e médica veterinária da Agência de Defesa de Desenvolvimento Agropecuária e Florestal do Amazonas (ADAF), Daniela Mesquita, o transporte de origem animal precisa estar bem acondicionado, com quantidade suficiente de gelo para manter a qualidade dos produtos, principalmente porque o peixe é perecível e se deteriora com rapidez.

“Esse tipo de produto precisa ser mantido na cadeia de frio, acondicionado em cerca de 2 graus de temperatura e principalmente com condições de higiene. A nossa fiscalização observa se o transportador tem a nota fiscal do produto, se o pescado está inatura ou já foi manipulado e de que forma ele está sendo transportado", declara. O transporte deve ser realizado em caixas de isopor, com gelo suficiente ou em câmaras frigorífica. Esse tipo de carregamento flagrado pela reportagem é ilegal e considerado como falta grave”, acrescenta.

O transportador ou comerciante que for flagrado durante deslocamento, com produtos fora das medidas de transportes exigidas, será autuado e o produto apreendido. O alimento de origem vegetal ou animal passará por uma avaliação e se condenado para a utilização humana pelos fiscais do órgão, ele será destruído no aterro sanitário.  

Publicidade
Publicidade