Segunda-feira, 22 de Julho de 2019
Virgilio Viana

Floresta amazônica deve ser remunerada por serviços ambientais que presta, afirma Virgílio Viana

Virgílio Viana apresentou o trabalho realizado pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS) no Amazonas



1.jpg Floresta amazônica deve ser remunerada por serviços ambientais que presta, afirma em Manaus Superintendente da FAS
24/03/2012 às 19:08

A segunda palestra apresentada na tarde do último dia de realização do Fórum Mundial de Sustentabilidade foi apresentada por Virgílio Viana, Superintendente Geral da Fundação Amazonas Sustentável (FAS).

Virgílio destacou a importância da floresta amazônica para o Brasil e o mundo destacando que ela presta serviços ambientais que precisam ser remunerados. As práticas de Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação (REDD) evitam o desmatamento.  Viana explicou sobre os dois tipos de desmatamento existentes, o de grande escala geralmente praticados em áreas destinadas  à pecuária e de  pequena escala feitos por agricultores. “ Ninguém desmata  por burrice, as pessoas seguem uma lógica econômica do desmatamento, o desafio é fazer com que esta lógica econômica trabalhe a favor da natureza”, afirmou Virgílio.

O Superintendente da Fundação falou dos projetos realizados pela FAS que dão bastante ênfase à educação. Ele também citou o projeto Juma que é desenvolvido em parceria com diferentes instituições. O projeto é pioneiro mundial  na demonstração de que é possível fazer o cálculo do carbono de uma floresta, bases para a carboneutralização. O projeto Juma tem como meta evitar a emissão de 3,6 milhões de toneladas de CO2 até 2016.

 

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.