Publicidade
Manaus
PROBLEMA

Falta de validação de certificado prejudica formandos do curso de eletrotécnica

A falta de validação do certificado impede a emissão da carteira de registro profissional e tem gerado dificuldade 'extra' no mercado de trabalho 29/06/2017 às 11:23 - Atualizado em 29/06/2017 às 11:25
Show 00000000000000
acritica.com Manaus (AM)

Formandos 2016 do curso de eletrotécnica do Centro Literatus reclamam que estão sendo prejudicados pela falta da certificação do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Amazonas (Crea-AM). A falta de validação impede a emissão da carteira de registro profissional e tem gerado dificuldade “extra” no mercado de trabalho.

O aluno Tony de Sá, 33, conta levou um susto, após a formatura, ao tentar dar entrada na documentação para tirar a carteira. “Desde janeiro já fui várias vezes à escola e nada de aparecer uma solução”. Segundo Tony, o curso durou 18 meses e as mensalidades custavam por volta de R$ 380.

O também formando Maurício Silva contratou um advogado para tentar resolver o problema. Segundo ele, que já trabalha na área, a falta da carteira o impede de ser promovido. “Alguns estudantes montaram um grupo para levar adiante a situação. Nos deram vários prazos, mas os limites foram todos extrapolados”, disse.

A assessoria do Literatus informou que os alunos foram orientados pela instituição a pedir a carteira profissional no site do Crea. Será emitida uma declaração provisória que comprova a conclusão da qualificação.

A assessoria informou que o processo de registro do curso encontra-se em trâmite no Crea e depende de processos internos da entidade para que seja concluído. A expectativa é que isso ocorra nas próximas semanas.

A mantenedora do CEL, Elaine Saldanha, assegura que nenhum aluno foi ou será prejudicado por conta de trâmites burocráticos do conselho, pois tem acompanhado diariamente o processo. A assessoria do CREA, até o fechamento dessa edição, não se manifestou.

Publicidade
Publicidade