Publicidade
Manaus
Paradeiro Frankzinho

Frankzinho do 40 'desaparece' de Complexo Penitenciário em Manaus

Fuga e execução, dentro da unidade prisional, são as linhas de investigação com as quais a polícia trabalha no caso 27/05/2013 às 08:06
Show 1
Frankzinho havia sido transferido para Campo Grande em dezembro de 2012
Jornal A Crítica ---

A polícia está tentado descobrir o paradeiro do traficante Frank Oliveira da Silva o “Frankzinho do 40”, que desapareceu das dependências do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), no Km 8 da BR-174 (Manaus-Boa Vista), onde cumpria pena no regime semiaberto da unidade, desde o dia 17 de maio, quando retornou para Manaus transferido do Presídio Federal de Campo Grande. A polícia trabalha com duas hipóteses para o sumiço do preso. A primeira é a de que ele tenha  fugido da prisão e a segunda é que ele tenha sido assassinado dentro da unidade e o corpo enterrado no terreno do presídio.

A mulher de Frankzinho, identificada apenas como “Val”, não acredita que o marido tenha fugido, já que eles têm “fortes ligações e que todas as decisões que ele tomava ela costumava ser avisada”. Ela disse que chegou a falar com ele na sexta-feira, quando o preso pediu umas peças de roupas. Quando o encarregado de levar as vestimentas chegou ao presídio, ele não foi mais encontrado. “Meu marido jamais fugiria sem antes me avisar. Mesmo que isso acontecesse, já teria nos procurado”, disse Val.

Val informou que um interno disse ter visto Frankzinho saindo do presídio na companhia de um outro interno, o assaltante Antônio Carlos da Costa Uchôa, o “Tonga”, e entrando em um carro branco. No interior do veículo estaria um traficante que comanda o comércio de drogas na área do Mutirão, Zona Leste, identificado como “Marquinhos”.  Para a mulher de Frankzinho, ele foi levado para ser morto.

Marquinhos e Frankzinho teriam se conhecido quando cumpriam pena na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), na Zona Leste. Marquinhos é suspeito de ser “soldado” do traficante Cloves Fernandes, irmão do também traficante José Roberto, o “Zé Roberto da Compensa”, que está cumprindo pena na penitenciária Federal de Catanduvas, no Paraná.

Nesse domingo(26), a direção do sistema penitenciário confirmou a ausência do preso da unidade prisional como fuga, que teria ocorrido na sexta-feira. A Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejus) informou as autoridades de segurança que receberam um comunicado para que fossem feitas buscas na tentativa de recapturá-lo.

Busca pessoal

Desde a hora que ficou sabendo que Frankzinho desapareceu da cadeia, a mulher dele, Val, está tentando localizá-lo vivo ou morto. Ela informou que já esteve em hospitais, no Instituto Médico  Legal (IML), na casa de familiares e amigos, e nos “varadouros”, na área rural de Manaus. O presidiário também está sendo procurado pela polícia. Val disse que ainda tem esperança de que ele esteja vivo.

Histórico

Segundo informações da polícia, Frank Oliveira é traficante de droga e por muitos anos dominou o tráfico nos bairros da Zona Sul. Ele é acusado de vários homicídios e também de envolvimento na suposta organização criminosa comandada pelo ex-deputado estadual, Wallace Souza, já falecido. Em dezembro do ano passado ele foi transferido para cumprir pena em presídio federal.

Publicidade
Publicidade