Publicidade
Manaus
DEBATE

Frequentes quedas de energia em Manaus serão tema de audiência na Câmara

Dirigentes da Amazonas Energia serão convidados para prestar esclarecimentos sobre o problema 23/10/2018 às 01:35
Show apagao 7ebe3e2c 057d 4500 9b99 05c73ad00f27
Foto: Arquivo/AC
Geizyara Brandão Manaus (AM)

A Eletrobras - Amazonas Energia será convidada para prestar esclarecimentos sobre as frequentes quedas de energia e as medidas que serão adotadas para sanar a problemática na Câmara Municipal de Manaus (CMM). A proposta de autoria do vereador Wallace Oliveira (PODE) foi votada nessa segunda-feira (22).

“Estaremos trazendo para um debate maior, dentro de uma configuração mais robusta para que nós tenhamos todas as respostas que são necessárias ter dentro de todo esse processo que buscaremos nessa audiência pública”, assegurou Oliveira. 

A iniciativa partiu três dias após a queda de energia que durou aproximadamente duas horas, atingindo Manaus e outras capitais do Norte. De acordo com a assessoria de comunicação da Amazonas Energia, houve “uma perturbação no Sistema Interligado Nacional (SIN), que provocou o desligamento do tronco de transmissão de 500kV Tucuruí-Manaus/Macapá”.

Inicialmente, o parlamentar apenas solicitou as informações acerca dos apagões na cidade, mas durante a discussão do requerimento na sessão plenária o vereador Chico Preto (PMN) sugeriu que, além das informações, fosse realizada uma audiência pública, o que foi acatado pelo proponente. O pedido foi protocolado na tarde de ontem.

“Acho que a gente tem que ir além. A gente precisa usar o instrumento de uma audiência pública para verdadeiramente demonstrar todo o descontentamento que a cidade vive em relação à prestação de serviços”, explicou Chico Preto.

O vereador do PMN destacou que não será discutido o processo de privatização da distribuidora, já que está acima da competência do parlamentar municipal. “Mas é fato que do ponto de vista político não dá mais para tolerar a Amazonas Energia como parte desse modelo que está instalado no Brasil, em que políticos têm nacos de poder”, disse.

Para Oliveira, não há justificativas para que ocorram os chamados “apagões” de energia na capital do Estado, além de ocasionar prejuízo com aparelhos eletrodomésticos danificados. “O governo federal está investindo mais de R$ 6 bilhões no setor no Amazonas e nada de melhorias e fortalecimento da energia”, queixou-se.

O vereador Mauro Teixeira (PODE) reiterou as modificações do requerimento e contou a experiência de comunidades rurais que esteve visitando há três meses, onde os moradores ainda aguardam o programa federal “Luz para Todos” e outros investimentos que deveriam ter beneficiado a população. “Essas comunidades continuam esquecidas e elas sempre têm uma ligação muito forte com Manaus. A gente tem constantemente informações da precariedade dos serviços prestados e dos investimentos”, pontuou.

O vereador Gilmar Nascimento (PSD) enfatizou que a CMM recebe críticas mesmo quando o assunto é relacionado ao âmbito estadual e federal. “Esta Casa recebe, muitas vezes, pedradas em virtude de alguns feitos pelo próprio Estado, pelo próprio governo federal, porque a CMM é a casa do povo”, disse.

Proposta

Na justificativa para o convite à Eletrobras, o vereador Wallace Oliveira (PODE) destaca que os apagões ocorrem “diuturnamente” na cidade de Manaus e se estende a Iranduba, Manacapuru, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, dentre outros.

Publicidade
Publicidade