Publicidade
Manaus
SEM GRADUAÇÃO

Falso personal trainer é denunciado por atuar ilegalmente em academia de Manaus

Ele foi levado a uma delegacia da cidade. Segundo o Conselho Regional de Educação Física, o homem já havia sido denunciado outras vezes 07/02/2018 às 11:41 - Atualizado em 07/02/2018 às 15:06
Show e6f5c2c8 a413 407e 8b63 d1b34d27ca48
O rapaz é funcionário da academia Selfit, localizada na Zona Centro-Sul de Manaus (Foto: Reprodução/internet)
acritica.com* Manaus (AM)

Um instrutor que atuava na academia Selfit, localizada na avenida João Valério, no bairro Nossa Senhora das Graças, na Zona Centro-Sul de Manaus, foi denunciado na tarde dessa terça-feira (6) por exercer ilegalmente a atividade de personal trainer dentro do estabelecimento. Ele conduzido ao 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

A reportagem procurou ouvir a rede de academias Selfit através de contato nas redes sociais e também por e-mail, mas até o momento não obteve resposta.

Uma denúncia enviada ao setor de fiscalização do Conselho Regional de Educação Física da 8ª Região (CREF8) levou a equipe de orientação e fiscalização da entidade à academia Selfit. “Não foi a primeira vez que denunciaram o rapaz. Já nos haviam apresentado outros indícios de que ele exerce a atividade de professor ilegalmente”, comentou o agente de fiscalização do CREF8, João Granjeiro.

Nas redes sociais, segundo o CREF8, o suspeito se apresenta como bacharel de Educação Física, atleta de fisiculturismo e garoto propaganda, mas nem sempre foi assim. Segundo os fiscais do Conselho Regional de Educação Física, eles reuniram cópias de postagens do suspeito se declarando como professor de Educação Física.

As equipes de fiscalização do CREF8 e policiais do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) – também acionados para averiguar a denúncia –convidaram o suspeito para se dirigir até à delegacia, onde foi lavrado um Termo Circunstancial de Ocorrência e um Boletim de Ocorrência. Segundo o CREF8, o falso personal trainer deve retornar ao DIP para prestar esclarecimentos no próximo 22 de fevereiro.

Conforme o artigo 47 da Lei das Contravenções Penais, é prevista a prisão de até 3 meses para quem “exercer profissão ou atividade econômica remunerada ou anunciar que a exerce sem preencher as condições a que por lei está subordinado seu exercício”.

Sem documentos

No momento do flagrante dentro da academia Selfit, o suspeito não apresentou documentos comprobatórios como estudante do 4º período do curso de Educação Física, como ele alegou. O jovem afirmou estar fazendo estágio dentro da academia, mas conforme a profissional de Educação Física Meyciane Costa (CREF 4521-6 AM), que seria a tutora dele, o suspeito geralmente atua sem a supervisão dela.

De acordo com o Conselho Regional de Educação Física, a profissional Meyciane também foi autuada na delegacia e pode responder processo ético administrativo no CREF8, já que assumiu a responsabilidade técnica do suposto estudante – visto que no B.O a profissão que o falso personal registrou foi de “técnico em mecânica”. Conforme os fiscais do Conselho Regional, Meyciane não supervisionava os treinos ministrados pelo suspeito.

Denúncias

“Estamos fazendo o nosso trabalho e sempre estaremos dispostos e averiguar as denúncias”, afirmou o presidente do Conselho Regional de Educação Física da 8ª Região (CREF8), Jean Carlo Azevedo. Ele alertou que qualquer cidadão pode denunciar o exercício ilegal da profissão através dos números de telefone (92) 98445-4279 e 3234-8234, e também pelo email fiscalização@cref8.org.br.

*Com informações de assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade