Publicidade
Manaus
Manaus

Funcionários do Basa fazem manifestação em frente à Suframa

Categoria cobra negociação sobre Valmir Rossi, presidente do órgão no Amazonas 17/10/2013 às 16:41
Show 1
Funcionários afirmam não querer continuar com a greve
OSWALDO NETO Manaus (AM)

Cerca de 40 funcionários do Banco da Amazônia (Basa) promoveram, por volta das 9h desta quinta-feira (17), uma manifestação em frente a sede da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa). A classe exige abertura de negociação com presidente do Basa, Valmir Rossi, para o encerramento da greve que já alcança o seu 28º dia.

Segundo a diretora regional da AEBA (Associação de Empregados do Banco da Amazônia), Andréa Santos, a categoria tomou conhecimento da ida do presidente ao local para uma reunião com o Conselho Administrativo da Suframa (CAS) e decidiu promover o ato.

“Precisamos entrar em um acordo sobre a paralisação o quanto antes. Nós não queremos prosseguir com a greve, porém o nosso banco é o que tem menos benefícios e querem continuar retirando os que já foram estabelecidos no acordo coletivo passado”, acredita.

Ainda segundo Andréa, 100 pessoas trabalham nas três agências paralisadas em Manaus.

Por volta das 10h30 desta quinta-feira, a grupo seguiu para outra concentração, dessa vez em frente à superintendência do banco, localizada na avenida Boulevard Álvaro Maia, Centro, a fim de tentar pela segunda vez no mesmo dia uma negociação com o presidente do órgão.

Mais informações em instantes

Publicidade
Publicidade