Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019
Manaus

Funcionários vistoriam câmera do Ciops no viaduto Antônio Simões

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) negou que os técnicos estivessem trocando o equipamento e ressaltou que apenas uma das câmeras da avenida pertence ao Ciops



1.jpg Técnicos consertavam a câmera na manhã desta terça-feira (28)
28/07/2015 às 19:52

Após denúncia de que câmeras supostamente do Centro Integrado de Operações (Ciops) da área do V8 estavam fora do ar, técnicos foram flagrados, na manhã desta terça-feira (28), vistoriando o equipamento instalado no viaduto Antônio Simões, entre a avenida Umberto Calderaro e Efigênio Salles, na Zona Centro-Sul de Manaus.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) negou que os técnicos estivessem trocando o equipamento e ressaltou que apenas um das câmeras citadas por denunciantes pertence ao Ciops. "O equipamento fica a 235 metros do condomínio", frisa.



O desligamento das câmera foi constatado depois que moradores dos quatro apartamentos do Condomínio Parque dos Rios 1, localizado na mesma avenida, tiveram seus apartamentos invadidos por assaltantes na madrugada do último sábado (25) e não conseguiram ter acesso às imagens. A informação repassada aos proprietários foi de que “as câmeras da área estavam inoperantes”.

Questionado, o tenente coronel Hermes Macedo, gerente do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), garantiu que os equipamentos do Ciops estão funcionando: “O que pode ter acontecido é que temos algumas câmeras em manutenção. Mas isto dura no máximo três dias e faz parte da rotina”.

Em relação às câmeras da Efigênio Sales, Macedo informou que apenas duas são monitoradas pelo órgão e que as demais foram instaladas, possivelmente, pela própria empresa para “uso particular”. Em nota, a empresa Eyesnwhere confirmou que duas câmeras citadas na matéria são de sua propriedade. 

“Nós temos 262 equipamentos espalhados por toda a cidade. A maioria fica no Centro pois a instalação em zonas onde não temos fibra ótica são prejudicadas, mas já temos projetos para expandir para novos locais”, declarou. 

A esperança dos moradores era que algum dos equipamentos tivesse registrado a movimentação dos assaltantes, mas eles foram pegos de surpresa ao serem informados que os equipamentos estavam fora do ar. 

Confira a nota na integra:

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) informa que as câmeras localizadas em frente ao condomínio citado pela reportagem não pertencem ao sistema de monitoramento do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), conforme informa a reportagem.  

Os equipamentos pertencem a empresa EYESNWHERE, que também irá emitir nota sobre o assunto.  A única câmera pertencente ao sistema, fica na avenida Efigênio Sales, que nesta terça-feira (28) foi vistoriada e não trocada como também afirma a reportagem. O equipamento fica a 235 metros do condomínio.

A SSP-AM ressalta as estruturas do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) e do Centro Integrado de Comando e Controle do Amazonas (CICC-AM), da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), foram unificadas a partir deste ano, garantindo uma expansão no atendimento à população e o maior monitoramento das câmeras de segurança.

Entre as principais mudanças adquiridas com a fusão foi a ampliação no número de atendentes no recebimento diário de ligações no 190. A medida foi adotada para dar mais agilidade às demandas e no tempo de pronta-resposta.

As câmeras do sistema, 262 no total, registram diversas ocorrências nas áreas mapeadas, entre elas atitudes suspeitas, ameaças, perturbações da tranquilidade e da ordem, lesão corporal, roubos e furtos, brigas e acidentes de trânsito.

Ampliação

A SSP-AM planeja expandir, até o final do ano, a rede de monitoramento de câmeras, por meio de parceria público-privada com empresas e instituições do Estado, que tenham tecnologia adequada para a integração.

Com a execução desse projeto, os pontos de monitoramento podem chegar a mil. “Iremos fazer um chamamento público por meio de edital estabelecendo os parâmetros tecnológicos necessários e ainda todos os pré-requisitos. Esse projeto está em fase de planejamento e em breve será colocado em prática”, disse.

Ele destacou que a ampliação no monitoramento de câmeras é uma das estratégias de combate ao crime em Manaus e visa aumentar a sensação de segurança na capital. “O combate ao crime passa por diversas ações, incluindo o monitoramento de câmeras, que pode agilizar o atendimento da polícia, além de serem provas irrefutáveis em investigações”, disse Fontes.

*Atualizada às 15h de 28 de junho


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.