Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
'DE MÃOS DADAS COM O POVO'

Fundador de A Crítica se emocionou em editorial do jornal há 30 anos; confira

O jornalista Umberto Calderaro Filho relembrou o início de A Crítica de forma emocionada com um texto intitulado "Obrigado, meu povo"



fundador_A_Cr_tica_24E0C5D0-44D9-4400-A975-0D5D093F7A38.JPG
Calderaro publicou texto emocionado quando o jornal completou quatro décadas. Antônio Menezes - 23/mar/1989
19/04/2019 às 09:55

Em um longo editorial datado de 19 de abril de 1989, quando o jornal fez 40 anos, intitulado “Obrigado, meu povo”, o jornalista Umberto Calderaro Filho relembrou o início de A CRÍTICA de forma emocionada.

O fundador da RCC começou seu texto dizendo: “Tijolo por tijolo. Lutas e vitórias. Foi assim que construí A CRÍTICA. A história deste jornal, todos sabem, é particularmente rica de episódios que me causam orgulho, na medida que são a prova de que não foi fácil conquistar este lugar de liderança na imprensa. Foram muitas as dificuldades, naturalmente enfrentadas pois era preciso vencer. E venci, graças a Deus”.

Noutro ponto, Calderaro relembrou a fase pós-Onzeorino, destacando a importante contribuição da Diocese local.

“Foram dias e noites de trabalho sem trégua e descanso. A velha impressora obtida junto à Diocese dava conta do recado, imprimindo os fatos da história que se realizava a cada dia. A CRÍTICA circulava concorrendo com os grandes diários da época. E calava fundo a sua opinião nos poderosos de então”. “Hoje o jornal conta com equipamentos de alta tecnologia que poucos outros jornais brasileiros possuem. Continua fiel  porém ao seu ideal de fundação: é um jornal que tem um compromisso indelével com a sua gente, sem jamais faltar a ela nos momentos cruciais”, escreveu.

Em outro trecho emocionado do texto, o jornalista, “com reverência, num preito de gratidão”, homenageia os pais, o italiano Umberto e a brasileira Maria, citando-os nominalmente. E, a seguir, elenca, em ordem alfabética, vários dos seus “verdadeiros amigos”.

Ao final do editorial publicado naquela edição, o fundador da Rede Calderaro de Comunicação (RCC) frisa que “Nada levará A CRÍTICA a capitular porque é o jornal que o AMAZONAS se orgulha e o fortalece a cada dia, na opção de compra junto ao anônimo jornaleiro que assegura este liame de amor entre o jornal e o seu leitor. Obrigado meu povo!”.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.